Prolongamento
"A força do Benfica impõe. Se João Mário fosse para o FC Porto, era ignorado"
2021-08-17 18:50:00
"Ninguém sabia que ele tinha ido para lá", ironizou o antigo guarda-redes dos dragões

João Mário protagonizou uma das transferências mais mediáticas do mercado português, pelo menos até ao momento, ao terminar a cedência ao Sporting e rescindir contrato com o Inter de Milão, acabando por vincular-se ao Benfica. Na Luz, rapidamente pegou na 'batuta' e tem sido o 'maestro' do meio-campo encarnado.

Recentemente, o nome de João Mário, que falhou a convocatória para o Campeonato da Europa de 2020, voltou a ser cogitado para os trabalhos da Seleção Nacional que, em breve, terá alguns compromissos internacionais. A palavra final caberá a Fernando Santos, sendo que Diamantino Miranda, antigo capitão encarnado, espera que o centrocampista não seja prejudicado pelo ambiente que se poderá instalar com o facto de ser chamado agora quando não o foi na última época quando representava o Sporting e acabou campeão nacional.

"O jogador não pode ser prejudicado pelo ano passado não ter sido convocado e por agora o selecionador mudar de ideias", observou Diamantino Miranda, sustentando que, por exemplo, Jorge Jesus passou a dar espaço na baliza a Helton Leite na última época mas, atualmente, as redes encarnadas estão com Vlachodimos.

"Os treinadores mudam de ideias", lembrou Diamantino Miranda, referindo que irá respeitar as decisões do selecionador português. "O Fernando Santos achou, e a ele compete, não o levar ao Euro2020. É a rotina dos jogadores e dos treinadores. O treinador, primeiro, tem todo o direito de mudar de ideias. Segundo, e isto é o mais importante de tudo, se o treinador entender que ele vai ser convocado, não pode ser prejudicado só porque o treinador vai ser criticado ou fortemente criticado porque não o convocou e agora convoca", referiu Diamantino Miranda.

O ex-capitão do Benfica falava na CMTV num painel que contava também com o ex-futebolista portista Jorge Amaral que, em jeito sarcástico, salientou que já se fala de João Mário para a Seleção Nacional de Portugal devido à "influência" mediática que o Benfica tem.

"A influência do Benfica e a força do Benfica impõe que o nome de João Mário apareça com muito mais força hoje na Seleção", disse Jorge Amaral, considerando que se o destino escolhido por João Mário para dar continuidade à sua carreira fosse outro, o impacto de uma chamada à Seleção poderia ser diferente.

"Se tivesse ido para o FC Porto, era completamente ignorado. Ninguém sabia que ele tinha ido para lá", ironizou o antigo guarda-redes do FC Porto.

"É um facto que, a partir do Europeu, o João Mário desapareceu. Não foi o único mas outros continuaram a ir para a Seleção. Eu estranharia que o João Mário fosse convocado pelos dois jogos que fez contra o Spartak", concluiu.

Recentemente, quando questionado se está arrependido por ter perdido João Mário, Rúben Amorim mostrou-se satisfeito com as opções que tem em Alvalade. "Não trocaria nenhum dos meus jogadores por outro jogador de FC Porto e Benfica. Nós assumimos as nossas escolhas. Não estou arrependido de nada. Só quem não vê o Matheus [Nunes] jogar é que pode estar arrependido de alguma coisa."