Portugal
"Vitória justa com números que podiam ter sido mais expressivos depois"
2020-11-28 11:20:00
João Henriques realça a forma como o Vitória se desinibiu após marcar o primeiro golo

João Henriques, treinador do Vitória de Guimarães, afirmou que o primeiro golo diante do Tondela (0-2) desinibiu a equipa, que estava “receosa” após a derrota caseira por 0-4 frente ao Sporting, na ronda anterior.

“O golo e a segunda parte resulta num Vitória mais desinibido, porque as coisas foram acontecendo naturalmente, com mais confiança, mais clarividência, mais fluidez, as situações foram surgindo e obviamente que os indicies de confiança vão subindo e o trabalho que tem vindo a ser feito vem ao de cima”, explicou.

“Costumo dizer que daqui para cima [faz o gesto do pescoço para cima] são os tais 80%. [Repete o gesto] isto é que manda tudo. Tudo o resto que está para baixo só funciona se isto estiver limpo, se as ideias forem claras, se não houver poeiras no ar, ruídos. Os jogadores acabaram por, através dos golos, soltarem aquilo tudo que estava a perturbar as suas exibições individuais e depois, naturalmente, coletiva”, insistiu o técnico do Vitória.

A equipa minhota é “muito jovem” e precisa de somar triunfos para “ir construindo a confiança necessária”.

“Conseguimos construir um resultado confortável, vitória justa, os números podiam ter sido mais expressivos depois, a demorarmos a decidir em algumas situações, mas ficamos satisfeitos com a vitória e, sobretudo, percebermos que aquilo que treinamos depois aparece”, realçou.

“Já conseguimos ver o que andamos a tentar fazer: a construir uma equipa sólida, com um futebol agradável e, obviamente, com as vitórias necessárias para andarmos onde nós queremos que é no topo da tabela classificativa. Hoje demos um passo importante para continuarmos no topo da tabela classificativa e deixámos a porta aberta para entrarmos na Taça da Liga (...) e estamos a crescer como equipa sabendo que isto é mais rápido com vitórias e dando confiança aos jogadores”, finalizou João Henriques.