Portugal
Vitória e Belenenses SAD empatam com Alfa Semedo expulso aos 10 minutos
2021-09-12 22:40:00
Jogo marcado pela lesão de Rochinha, que caiu inanimado no relvado

O Vitória de Guimarães aguentou hoje o 0-0 frente ao Belenenses SAD, num jogo da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol em que foi a equipa mais perigosa, apesar de ter acabado com nove jogadores.

Muito intensos ao longo dos 90 minutos, quer a atacar, quer a defender, os vimaranenses ficaram reduzidos a 10 elementos ao minuto 10, quando Alfa Semedo viu o vermelho direto, e a nove, quando Borevkovic viu o segundo cartão amarelo e consequente vermelho aos 59.

Num desafio marcado pela contestação da equipa e dos adeptos vimaranenses ao árbitro Hélder Malheiro, que distribuiu nove cartões amarelos além dos dois vermelhos, e pelo transporte do vitoriano Rochinha para o hospital após ter caído inanimado no relvado, os ‘azuis’ de Lisboa mostraram-se quase sempre desinspirados quando tiveram de assumir a iniciativa atacante.

O Vitória entrou muito ofensivo, com os laterais muito avançados para aumentarem o número de jogadores em redor da área contrária, mas a primeira oportunidade até pertenceu ao Belenenses SAD, por Rafael Camacho, que rematou por cima com ângulo apertado, aos dois minutos.

Apesar da supremacia vimaranense, a equipa treinada por Petit aproveitou um posicionamento errado do meio-campo vimaranense para isolar o estreante Alisson Safira, na jogada que lhe permitiu ficar em superioridade numérica.

Alfa Semedo derrubou o avançado brasileiro junto ao limite da área vitoriana e deixou a sua equipa reduzida a 10 elementos com 80 minutos para jogar, ao ver o cartão vermelho pela segunda vez no campeonato – já tinha sido expulsão frente ao Estoril Praia (0-0), na segunda jornada.

Apesar do perigo que rondou a baliza de Matous Trmal em lances protagonizados por Carraça, aos 12 minutos, e por Tomás Ribeiro, aos 14, os minhotos continuaram a atacar e a cruzar várias bolas para a área, tendo numa delas acertado na trave, por Oscar Estupiñán, num golpe de cabeça, aos 17.

Mesmo sem outras situações claras de golo até ao intervalo, à exceção de um disparo de Rafael Camacho desviado para canto por Trmal, a partida continuou ‘viva’, com combinações ao primeiro toque às quais faltaram melhor sequência.

A segunda parte arrancou na mesma toada, com a equipa da ‘casa’ a jogar nas imediações da área contrária e o Belenenses SAD a beneficiar de mais uma expulsão do lado vitoriano, ficando a jogar contra nove elementos.

Depois de ter visto o primeiro cartão amarelo por protestos, aos 50 minutos, Borevkovic derrubou Alisson Safira à entrada da área aos 59 e foi expulso por acumulação, tendo obrigado Pepa a retirar Quaresma e Marcus Edwards para reforçar a defesa com Jorge Fernandes e o meio-campo com André Almeida.

O Belenenses SAD assumiu as ‘despesas’ do jogo a partir daí, mas o Vitória, muito apoiado pelos 10.462 espetadores presentes no recinto vimaranense, continuou a ‘espreitar’ a baliza adversária até ao final.

Num jogo marcado por várias interrupções, a paragem mais longa aconteceu entre os 78 e os 88 minutos, na sequência de um choque entre Rochinha e dois defesas lisboetas, que deixou o extremo vimaranense inanimado, antes de ser transportado para o hospital, numa ambulância.

Apesar da inferioridade numérica, o Vitória de Guimarães teve a melhor oportunidade para vencer o jogo nos instantes finais, quando Sacko, isolado, mas com ângulo apertado, rematou ao lado, ao minuto 89.

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória de Guimarães – Belenenses SAD, 0-0.

Equipas:

- Vitória de Guimarães: Matous Trmal, Sacko, Abdul Mumin, Borevkovic, Rafa Soares, Alfa Semedo, André André, Tiago Silva (Bruno Duarte, 86), Quaresma (Jorge Fernandes, 63), Marcus Edwards (André Almeida, 63) e Oscar Estupiñán (Rochinha, 75) (Janvier, 85).

(Suplentes: Bruno Varela, João Ferreira, Jorge Fernandes, Gui, Janvier, André Almeida, Rúben Lameiras, Rochinha e Bruno Duarte).

Treinador: Pepa.

 - Belenenses SAD: Luiz Felipe, Yohan Tavares, Danny (Sithole, 74), Tomás Ribeiro, Carraça, César Sousa (Pedro Nuno, 74), Afonso Sousa (Abel Camará, 86), Chima (Ndour, 63), Chico, Rafael Camacho e Alisson Safira.

(Suplentes: Álvaro Ramalho, Diogo Calila, Christian, Nilton Varela, Sithole, Lukovic, Pedro Nuno, Abel Camará e Ndour).

Treinador: Petit.

Árbitro: Hélder Malheiro (Associação de Futebol de Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Oscar Estupiñán (36), Pepa (41), Borevkovic (50 e 59), César Sousa (72), Alisson Safira (90+2), André André (90+5), Janvier (90+9), Pedro Nuno (90+13) e Abel Camará (90+15). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Borevkovic (59). Cartão vermelho direto para Alfa Semedo (10).

Assistência: 10.462 espetadores.