Portugal
Vitória 'conquista' Famalicão e aproxima-se da Europa
Redação
2021-01-24 22:15:00
André Almeida marcou o golo que deu o triunfo aos 'conquistadores'

O Vitória de Guimarães somou hoje o quinto triunfo em sete jogos fora, mantendo a invencibilidade em reduto alheio, ao vencer em Famalicão por 1-0, na 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, graças a um golo de André Almeida.

Os vimaranenses foram sempre superiores, e conseguiram encontrar discernimento e calma para controlar a vantagem, alcançada cedo, não permitindo qualquer tipo de recuperação à formação da casa.

O Famalicão, que vinha de uma vitória nos Açores, frente ao Santa Clara, depois de seis jogos consecutivos sem ganhar, voltou a mostrar grandes lacunas na dinâmica do grupo, não conseguindo, por isso, anular a supremacia que a equipa de Guimarães apresentou.

O Vitória de Guimarães aqueceu os primeiros minutos da partida, numa noite chuvosa. Logo aos 10 minutos, Ricardo Quaresma deu sinal de perigo e de ameaça à baliza da formação da casa, ao deixar três adversários para trás e rematar forte à baliza, valendo uma defesa oportuna de Vaná.

O golo acabaria por surgir pouco depois, perante um Famalicão apagado e desorganizado a nível defensivo. Aos 12 minutos, André Almeida, com um remate frontal potente, inaugurou o marcador, numa jogada que começou em Rochinha.

No lado do Famalicão, Kraev, reforço de inverno cedido pelo Midtjylland da Dinamarca, era o jogador mais perigoso e mais inconformado.

Aos 26 minutos, o búlgaro fez o primeiro remate de perigo junto à baliza vimaranense. O jogador rematou colocado obrigando a uma defesa apertada a Bruno Varela.

Quatro minutos depois, novamente Kraev protagonizou outro momento que poderia ter terminado em golo para a formação da casa. O médio cabeceou na área do Vitória de Guimarães, mas a bola acabou por sair ligeiramente por cima da baliza.

Seguro, o Vitória de Guimarães entrou para o segundo tempo mais dinâmico e pressionante, e o segundo golo esteve perto de acontecer nos minutos iniciais. Aos 63 minutos Óscar Estupiñan obrigou o guarda-redes famalicense a uma defesa apertada para canto. No seguimento, André André cabeceou rente ao poste.

Com o relvado muito pesado, em virtude da chuva que se fez sentir durante todo o jogo, as oportunidades do Famalicão pecavam sempre pela deficiente finalização.

Aos 65 minutos, Gil Dias rematou, com pouca intensidade, para as mãos do guardião vimaranense.

João Pedro Sousa, ciente dessas dificuldades na parte da frente da equipa, tentou refrescar o setor, fazendo entrar Anderson para o lugar de Alexandre Guedes.

Mas, isso foi insuficiente. O Vitória de Guimarães continuou a pressionar e controlou com alguma facilidade a vantagem do resultado.

Aos 78 minutos, Ricardo Quaresma ameaçou a baliza de Vaná com um remate de trivela, mas o guardião brasileiro defendeu a dois tempos.

O Famalicão quase marcou de livre direto, de fora da área. Patrick William rematou para a baliza e quase surpreendia, mas o guarda-redes defendeu para canto.

Até ao final, os visitantes defenderam eficazmente o resultado o que permitiu sair de Famalicão com mais três pontos.

Na classificação, o Vitória passou a somar 26 pontos, colocando-se a um do SC Braga, que só joga na terça-feira, e 28 do Paços de Ferreira, enquanto o Famalicão manteve-se com 14, no 13.º posto.

Ficha de jogo:

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão
Famalicão - Vitória de Guimarães, 0-1
Ao intervalo: 0-1
Marcador: 0-1, André Almeida, 12 minutos.

Equipas:

- Famalicão: Vaná, Patrick William (Morer, 84), Babic, Diogo Queirós, Rúben Vinagre (Verdonk, 83), Lukovic (Joaquín Pereyra, 64), Ugarte, Kraev, Gil Dias, Jhonata Robert (Ivo Rodrigues, 46) e Alexandre Guedes (Anderson, 73).
(Suplentes: Luiz Júnior, Morer, Calvin, Riccieli, Iván Jaime, Joaquín Pereyra, Fernando Valenzuela, Ivo Rodrigues e Anderson).
Treinador: João Pedro Sousa.

- Vitória de Guimarães: Bruno Varela, Sacko, Jorge Fernandes, Abdul Mumin, Mensah, André André (Wakaso, 83), Pepelu, André Almeida (Miguel Luís, 76), Rochinha (Rúben Lameiras, 76), Ricardo Quaresma (Edwards, 82) e Óscar Estupiñan (Bruno Duarte, 90).
(Suplentes: Jhonatan, Suliman, Edwards, Bruno Duarte, Rúben Lameiras, Wakaso, Ouattara, Miguel Luís e Janvier).
Treinador: João Henriques. 

Árbitro: Hugo Miguel (AF Lisboa).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Óscar (16), André Almeida (55), Ugarte (68), Jorge Fernandes (86), Wakaso (87) e Joaquín Pereyra (90+3).
Assistência: jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.