Portugal
Villas-Boas e um "Porto Vintage", Costinha reage ao festejo de Sérgio Oliveira
2021-03-10 13:00:00
Sérgio Oliveira festejou à Costinha em Old Trafford

André Villas-Boas foi um entre muitos portistas que recorreram às redes sociais para manifestar a sua satisfação após a noite épica do FC Porto frente à Juventus na Liga dos Campeões, prova em que Villas-Boas, então pelo Marselha, mediu forças contra o dragão.

Porém, ao contrário de muitos, André Villas-Boas preferiu comparar esta equipa portista a uma das grandes atrações turísticas do Porto, o seu vinho.

"Porto Vintage Colheita 2021⁣. Produzido por Sérgio Conceição.⁣ Engarrafado por Pinto Da Costa. Castas Invicta e Draconiana", assinalou Villas-Boas, identificando uma figura a que esta vitória é dirigida.

"Dedicado a Alfredo Quintana⁣. Coração Azul e Branco", escreveu o técnico nortenho, nas redes sociais, aludindo ao jovem guarda-redes de andebola que, recentemente, faleceu, após uma paragem cardíaca sofrida no pavilhão azul e branco.

No que ao futebol diz respeito, o FC Porto vive dias de glória europeia e os elogios têm sido dados quer a Sérgio Conceição, quer ao plantel e à estrutura azul e branca mas também a Pinto da Costa.

O dragão foi a Itália e 'chamuscou' a Juventus com o seu 'fogo', avançando para os quartos de final da Liga dos Campeões e deixando pelo caminho um emblema que tem investido milhões para brilhar na Champions mas tem tido campanhas 'cinzentas'.

Sérgio Oliveira foi a grande figura da noite ao bisar, sendo que Pepe também te sido fortemente elogiado ("Se eu fosse treinador, mostrava imagens de Pepe aos jovens", disse Rio Ferdinand).

Mas é para o médio formado no FC Porto que muitos adeptos têm endereçado elogios, até porque Sérgio Oliveira é cada vez mais uma figura desta equipa azul e branca e apontou dois golos em Turim, sendo que um deles fez recordar o golo de Costinha em Old Trafford há precisamente 17 anos. Não apenas pela forma como marcou mas sobretudo como festejou - abriu bem os braços, cerrou os punhos. Naquele momento, os portistas lembraram o festejo do 'ministro' em Old Trafford, quando o FC Porto ultrapassou uma das mais complicadas barreiras na emblemática caminhada até Gelsenkirchen, na Alemanha.

O 'ministro' prefere não ir por comparações e destaca a atitude e a capacidade do camisola 27 do FC Porto, recordando a forma como batalhou para se impor de dragão ao peito.

"Teve um crescimento muito grande. Percebeu que muitas vezes não jogava mas tinha valor. Tinha de ir à luta. Penso que as passagens que teve pelo Nantes, pelo PAOK e pelo Paços de Ferreira ajudaram", assinalou Costinha.

Na Antena 1, o ex-centrocampista campeão europeu pelos azuis e brancos salientou a capacidade que Sérgio Oliveira tem vindo a revelar. "É um grande jogador. Quando eu treinava o Paços de Ferreira telefonei-lhe porque diziam que era irreverente. Perguntei-lhe se era o 30 milhões ou o Sérgio Oliveira. Por vezes, ficava com azia mas não virava a cara ao treino e ao jogo", analisou o 'ministro'.

Costinha não terminou a sua intervenção sem deixar elogios também para Pepe, com quem chegou a jogar no FC Porto. "Pepe é aquele jogador e individuo que transmite a crença nestes clubes nestes jogos, à imagem do que fazia o Jorge Costa", nota Costinha.

O FC Porto, em inferioridade numérica mais de uma hora, afastou a Juventus da Liga dos Campeões de futebol, após prolongamento (derrota por 3-2), graças a uma exibição de garra, coragem e a Sérgio Oliveira.