Portugal
Varandas risca Unilabs e Sporting trabalha com outro laboratório
Redação
2021-01-22 12:15:00
Leões com novo parceiro tendo em vista testes à covid-19

Fim da parceria entre Sporting e a Unilabs, na sequência da polémica com os "falsos positivos" de Nuno Mendes e Sporar. O presidente dos leões não confia no laboratório em questão e já terá feito uma nova parceiria com outra entidade.

Conta o jornal Record, nesta sexta-feira, que o Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa é o novo parceiro dos leões para a realização de testes à covid-19.

Este laboratório será, de resto, a entidade responsável pela testagem dos jogadores e staff leonino para o jogo da final da Taça da Liga, agendado para sábado, em Leiria, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa.

Ao longo dos últimos dias, Sporting e Unilabs têm travado uma polémica mediática relativamente aos testes de despite ao novo coronavírus, com os leões a criticarem, em uníssono, a atuação da Unilabs.

Os dois falsos positivos, que impediram Sporar e Nuno Mendes de alinhar na partida com o FC Porto, têm dominado a atualidade leonina, com o Sporting a anunciar que ia apresentar uma queixa à ordem dos Médicos contra o diretor clínico do referido laboratório.

DGS já tinha referido que a Unilabs não deu "resposta em tempo útil", como tinha adiantado Frederico Varandas, inviabilizando a participação dos jogadores no clássico com o FC Porto da Taça da Liga.

André Bernardo, administrador da SAD leonina, levantou suspeitas relativamente ao 'timing' em que os "falsos positivos" apareceram. "Quis o acaso que ocorresse quando nessa jornada se disputava FC Porto-Benfica", ironizou o administrador da SAD leonina.

Na quinta-feira, a rede de laboratórios Unilabs comunicou à Direção-Geral da Saúde (DGS) que está "solidária" com a decisão do Sporting, que defende que Sporar e Nuno Mendes não estão infetados com covid-19.

No email enviado à DGS, com conhecimento para a Autoridade Regional de Saúde de Alcochete, a Unilabs não reconhece os "falsos positivos" nos testes realizados aos dois jogadores dos leões, mas considera legítima a interpretação feita pelos médicos do Sporting, dado que nenhum dos testes subsequentes a Sporar e Nuno Mendes deu positivo.