Portugal
Varandas iguala Bruno de Carvalho no número de troféus conquistados
Redação
2021-01-24 11:55:00
Sporting arrecadou ontem a Taça da Liga, após vitória diante do SC Braga, por 1-0 

O Sporting garantiu neste sábado o primeiro troféu do ano, ao bater o SC Braga, em Leiria, na final da Taça da Liga, graças a um golo apontado pelo defesa Pedro Porro, ainda na primeira parte.  

Com esta conquista, que permite aos leões sagrarem-se ‘campeões de inverno’, Frederico Varandas consegue o terceiro troféu no futebol, desde que foi eleito, igualando o seu antecessor, Bruno de Carvalho.  

Frederico Varandas, eleito no dia 8 de setembro de 2018, ‘transportou’ para o museu do clube de Alvalade a segunda Taça da Liga da sua presidência, troféus aos quais se junta ainda uma Taça de Portugal, ganha na temporada de 2018/19.  

Bruno de Carvalho, líder do Sporting entre 23 de março de 2013 e 23 de junho de 2018, também conquistou três troféus: uma Taça de Portugal (2014/15), uma Taça da Liga (2017/18) e ainda uma Supertaça (relativa à época de 2015), após vitória diante do Benfica. 

Uma curiosidade que se assinala, num dia marcado por mais uma demonstração de força de um leão ‘faminto’, que segue em primeiro lugar no campeonato e já garantiu um troféu na presente temporada. 

O Sporting, no entanto, já falhou já dois objetivos nesta temporada: a equipa de Rúben Amorim foi eliminada das competições europeias, diante do LASK Linz, na pré-eliminatória da Liga Europa, e caiu da Taça de Portugal, depois de uma derrota frente ao Marítimo, por 2-0, no passado dia 11 de janeiro. 

Ontem, os leões fecharam da melhor forma a participação na final-four da Taça da Liga. A formação leonina, que afastara o FC Porto da final após uma reviravolta nos últimos minutos – com dois golos de Jovane –, bateu o SC Braga, equipa que afastara o Benfica do jogo decisivo. 

A formação de Alvalade ergueu o troféu, mas o futebol (fora do campo, entenda-se) ficou a perder, com mais uma polémica entre dirigentes. António Salvador, presidente dos minhotos, foi cáustico nas críticas à arbitragem e aos homólogos do Sporting, já depois de um episódio lamentável na tribuna presidencial. 

Ainda durante a partida, os treinadores Rúben Amorim e Carlos Carvalhal foram expulsos, após uma troca de palavras que não passou despercebida ao árbitro e que mereceu ‘castigo máximo’ para os dois técnicos. 

E por falar em técnicos, assinale-se a curiosidade de Amorim ter conquistado o troféu pelo segundo ano consecutivo e por dois clubes diferentes: precisamente SC Braga e Sporting. Também Palhinha conquista esse ‘título’, como jogador.