Portugal
"Vai ser tipo Roger Schmidt. Vai começar a mexer a partir do minuto 90"
2024-06-19 10:45:00
"Espero que ele não seja supersticioso", observa antigo jogador de futebol Diogo Luís

Roberto Martínez não escapa às críticas apesar da vitória de Portugal diante da Chéquia. A forma como montou o onze e a gestão do jogo feita a partir do banco não agradou a todos. Diogo Luís, por exemplo, teme que Roberto Martínez faça como "Roger Schmidt" e comece a "mexer a partir do minuto 90".

Martínez "tipo Schmidt" a mexer "a partir do minuto 90"

"É verdade que as substituições ao minuto 90 resultaram. Espero que ele não seja supersticioso ou vai ser tipo Roger Schmidt. Vai começar a mexer a partir do minuto 90 para tentar virar o jogo", comentou Diogo Luís.

Além disso, o antigo jogador realçou que os jogadores que entraram [Francisco Conceição e Pedro Neto] eram jogadores que "faziam falta" e que poderiam "mexer com o jogo".

"O jogo estava demasiado preso", referiu Diogo Luís, na CNN Portugal, certo de que Roberto Martínez "demorou a mexer" e "mexeu mal", no caso da saída de Vitinha do jogo.

"Não era Vitinha que tinha de sair", salientou o ex-lateral-esquerdo, explicando que "Bruno Fernandes e Bernardo Silva" estavam a mostrar um rendimento inferior a Vitinha.

"Há três jogadores na frente que nunca saem"

"Há três jogadores na frente que nunca saem, pelo que nós percebemos. Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes e Bernardo Silva, independentemente se estiverem a jogar mal, não saem. Saem os que estão à sua volta e eu acho que esse pode ser um problema", avisou Diogo Luís.

Deste modo, o antigo jogador admite que esse possa ter sido o motivo que levou Roberto Martínez a "demorar a mexer". "Ele estava com receio de tirar algum", apontou Diogo Luís.

"Ele fala dos 23 mais três. Mas para o ser, ele tem de ser sincero com eles. Não estão a render, têm de ter essa noção e saem para entrarem outros mais frescos para dar conta do recado."

"Há três jogadores na frente que nunca saem, pelo que nós percebemos. Cristiano Ronaldo, Bruno Fernandes e Bernardo Silva, independentemente se estiverem a jogar mal, não saem. Saem os que estão à sua volta e eu acho que esse pode ser um problema"

Apesar da vitória diante da Chéquia, Diogo Luís espera que Roberto Martínez tire uma "aprendizagem" da forma como decorreu a partida inaugural para Portugal no Euro2024 porque "efetivamente demorou a mexer no jogo".

Portugal esteve a perder mas um golo de Francisco Conceição, já depois de um autogolo de um checo, permitiram à turma lusa vencer. Nesse sentido, há quem admita que "Francisco Conceição deveria ter entrado muito mais cedo".