Portugal
Um clássico na prova rainha com condimentos especiais
2021-12-21 21:00:00
Primeiro ‘round’ na Taça sem Sérgio Conceição e Jorge Jesus

FC Porto e Benfica disputam na quinta-feira o primeiro de dois confrontos no curto espaço de uma semana, nos oitavos de final da Taça de Portugal de futebol, sem a presença dos treinadores Sérgio Conceição e Jorge Jesus.

Os técnicos, conhecidos também pela ‘agitação’ que trazem aos bancos de suplentes das duas equipas durante os jogos, foram suspensos por 15 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol e serão substituídos pelos adjuntos Vítor Bruno, nos ‘dragões’, e João de Deus, nas ‘águias’.

A única forma de os treinadores principais poderem comandar as suas forças no relvado do Estádio do Dragão será se o Tribunal Arbitral do Desporto decidir favoravelmente os recursos apresentados pelos dois clubes antes do início da partida, agendado para as 20:45.

Tanto o FC Porto como o Benfica tiveram um desempenho exemplar sob a liderança dos adjuntos no domingo, em jogos da 15.ª jornada da I Liga: os ‘azuis e brancos’ golearam por 4-0 no estádio do Vizela, pouco depois de os ‘encarnados’ terem aplicado 7-1 na receção ao Marítimo.

Os portuenses mantêm-se no topo da classificação, em igualdade pontual com o campeão Sporting, ambos com mais quatro pontos do que o Benfica, o que deixa o clube da Luz e, em especial, Jorge Jesus, sob maior pressão para o duplo braço-de-ferro com o rival nortenho.

A contestação ao treinador subiu de tom depois da derrota por 3-1 sofrida no início de dezembro frente ao Sporting, em pleno Estádio da Luz, e a situação pode tornar-se insustentável se a digressão ao Porto fracassar, numa altura em que os responsáveis do Flamengo manifestaram publicamente interesse na contratação de Jorge Jesus.

Além de ser um jogo a eliminar, atirando um dos candidatos para fora da prova a grande distância da final, o ‘clássico’ de quinta-feira pode ter repercussões físicas e anímicas no encontro da I Liga, marcado para 30 de dezembro, data em que ambos os técnicos já terão completado o período de suspensão.

No Benfica, o grande ausente continua a ser o defesa brasileiro Lucas Veríssimo, que falhará o resto da época devido a uma grave lesão no joelho direito, enquanto do lado do FC Porto é também um central que causa maiores preocupações, o internacional português Pepe, que na segunda-feira efetuou tratamento, mas deverá ser opção.

O FC Porto vai enfrentar pela primeira vez um adversário da I Liga, após ter ‘passeado’ ante o Sintrense (5-0) e o Feirense (5-1), do quarto e segundo escalões, respetivamente, enquanto o Benfica já eliminou o primodivisionário Paços de Ferreira (4-1), depois de na estreia apenas se ter imposto no prolongamento (2-1), ao Trofense, da II Liga.

O Benfica, recordista de títulos na Taça de Portugal, com 26 troféus conquistados, leva vantagem no confronto direto com o FC Porto (segundo mais vitorioso, a par do Sporting, com 17 cetros), com oito vitórias em 10 finais e 12 apuramentos em outras 17 eliminatórias.