Portugal
Triunfo na Taça foi importante “numa altura em que FC Porto mandava em Portugal”
2020-05-17 12:00:00
José Antonio Camacho relembra conquista de há 16 anos atrás

O antigo treinador do Benfica, José António Camacho, recorda a vitória das águias na Taça de Portugal de 2004, diante do FC Porto, por 2-1.

Em declarações ao jornal O Jogo, o técnico espanhol de 64 anos destaca a importância do triunfo frente ao rival, que também ficou marcado pelo primeiro troféu de Luís Filipe Vieira enquanto presidente do Benfica.

“Recordo que foi uma boa campanha, numa altura em que o FC Porto mandava em Portugal e até na Europa, tendo sido campeão da Europa e da Liga nessa época. Ao ganhar a Taça ao FC Porto, foi ainda mais importante. Nós estávamos a construir uma equipa e foi uma alegria muito grande termos ganho esse troféu”, afirmou Camacho.

Nesse ano, o FC Porto conquistou o campeonato e a Liga dos Campeões – dez dias depois da final no Estádio do Jamor.

José António Camacho indica que a vitória na ‘prova rainha’ foi fulcral porque impediu, naquele momento, os dragões de aspirarem à ‘tripla’.

“Essa Taça não tinha a mesma importância de ganhar a Liga ou uma prova europeia, mas nesse momento foi importante porque não deixámos o FC Porto ganhar as três provas. Ganhar nessa fase a um rival, que nesse momento era superior, foi o mais importante”, salientou.

16 anos depois da vitória na Taça de Portugal, Camacho vê um Benfica “muito diferente” e mais estável e com condições para estar todos os anos “a alto nível”.

Ao mesmo tempo, Camacho assume que com esse triunfo, as águias voltaram a ser uma equipa forte e sem medo de jogar “olhos nos olhos” com os seus rivais.

“Agora o Benfica joga olhos nos olhos com FC Porto ou Sporting. Naqueles tempos, isso era mais difícil. Foi de alguma forma essa taça que rompeu com o estado de coisas, que permitiu que o Benfica voltasse a ser uma equipa forte”, comentou.

Desde a conquista da Taça de Portugal que o Benfica conquistou mais 22 títulos, contra os 23 do FC Porto.

Assumindo que existe mais “incerteza”, em que qualquer um pode ser campeão, Camacho relembra as melhorias no emblema liderado por Luís Filipe Vieira.

“Naquele tempo, o Benfica partia atrás e o FC Porto com vantagem. Agora não é assim. O clube melhorou muito, é um clube sério, com todas as condições”, concluiu.