Portugal
"Transportes estão à pinha e posso entrar no Elefante Branco até às 04h00"
2020-09-15 17:40:00
Duarte Gomes acusa Direção-Geral de Saúde de incoerência por não permitir regresso do público ao futebol

Duarte Gomes, antigo árbitro internacional, apontou o dedo às autoridades por não permitirem público no futebol quando há "tanta gente amontoada" noutras situações.

"Porque é que os jogos são adiados devido à existência de dois ou três casos positivos e as escolas onde andam os nossos filhos só fecham em 'situações muito extraordinárias, com propagação comunitária intensa'?", questionou o ex-árbitro, num artigo de opinião para o jornal A Bola.

Lembrando que se vê "tanta gente amontoada por aí", Duarte Gomes lembrou que "autocarros, metros e comboios estão à pinha" para contrapor às "quatro pessoas" que agora podem estar num café.

Para justificar a acusação de incoerência da Direção-Geral da Saúde (DGS), apontou ainda uma imagem bem específica: "Porque é que não posso ir a um bar ou discoteca à noite, mas posso entrar no Elefante Branco até às 04h00?".

Em defesa das autoridades, o antigo árbitro reconheceu que "não deve ser fácil" tomar decisões perante um "drama desta dimensão" como é a pandemia de covid-19.

"É compreensível que o desgaste, a exposição e a dificuldade em lidar com um inimigo tão insidioso toldem a lucidez de gente boa, íntegra e capaz", reforçou.

Porém, "já passaram seis meses" desde que Portugal 'acordou' para a pandemia. Tempo suficiente, no entender de Duarte Gomes, para se aprenderem algumas lições.

"A insatisfação generalizada a propósito das medidas preventivas mantém-se, por cá, porque a DGS continua a tomar algumas decisões que, aos olhos de quem está deste lado, são muito discutíveis", concluiu.