Portugal
"Tenho de encontrar ferramentas e soluções para que os resultados sejam outros"
Redação
2020-12-27 18:40:00
Famalicão saiu derrotado da receção ao Gil Vicente

João Pedro Sousa, treinador do Famalicão, admitiu que a equipa fez uma primeira parte “um pouco distante” daquilo que pode fazer e que esse facto acabou por ser determinante para o derrota deste domingo, diante do Gil Vicente. 

“Na primeira parte estivemos algo tensos, passivos, com muitas dificuldades em chegar ao último terço. Fizemos uma primeira parte um pouco distante do que podíamos fazer”, começou por dizer. 

“Sabíamos que íamos encontrar um adversário muito difícil, com um processo defensivo muito competente, bastante perigoso nas transições ofensivas. Devido a essa falta de agressividade sofremos um pouco. Sofremos em lances de perigo e sofremos mesmo o golo”, continuou. 

João Pedro Sousa referiu ainda que a equipa melhorou na segunda metade, com “mais agressividade” e com os jogadores mais “soltos”, mas que apesar da criação de oportunidades, não foi possível chegar ao empate. 

Após uma época a bom nível na temporada passada, o Famalicão leva apenas duas vitórias nesta liga, ocupando o 10.º lugar. João Pedro Sousa não esconde a responsabilidade e garante que as “coisas vão correr melhor no futuro”.

"Há uma coisa que não fujo, eu é que tenho de encontrar as ferramentas e as soluções para que os resultados sejam outros. Eu tenho de encontrar as soluções, tenho de ajudar os jogadores a jogar melhor, encontrar soluções para os jogadores marcarem mais golos. O meu trabalho é esse, sou pago para isso. Uma coisa tenho a certeza, os jogadores tentaram fazer tudo o que eu pedi. Temos capacidade para fazer muito mais. Não tenho dúvidas que as coisas vão correr melhor", rematou.