Portugal
"Temos que dar um pulo de gigante animicamente", diz Bino
Redação
2021-04-09 23:00:00
Treinador estreia-se no Vitória de Guimarães com derrota pesada

O primeiro jogo de Bino Maçães como treinador de Guimarães foi assinalado com uma derrota por 3-0 em casa do Portimonense. “Temos que dar um pulo de gigante animicamente. Temos que moralizar os jogadores”, considerou o técnico, na conferência de imprensa após a partida, a contar para a 26.ª jornada da I Liga.

“Não posso dizer que estou contente face ao resultado, mas por aquilo que produzimos, o caminho está aí. Temos que nos focar nas coisas boas que fizemos. Não se pode cometer tantos erros a este nível perante uma equipa que está moralizada”, reforçou Bino, admitindo que “entrar no jogo praticamente a perder criou alguma mossa”, com Lucas Possignolo a abrir a contagem aos cinco minutos. “O resultado é pesado e exagerado para aquilo que foi feito. Pesa o pouco tempo de trabalho, a pressão mais alta que não foi feita tão bem na primeira parte... Acaba por ser ingrato perder face ao trabalho que foi feito na totalidade”, resumiu.

“A equipa deu uma boa resposta e criou oportunidades mais do que suficiente para empatar. Na segunda parte, entrámos bem, a equipa do Portimonense baixou linhas e conseguiu marcar golos através de bolas paradas. O terceiro golo tirou-nos do jogo. A equipa teve uma excelente atitude, muito bem em posse de bola e em vários momentos, alguns deles interessantes. Esta é uma fase difícil e temos que a inverter”, complementou o técnico.

Bino Maçães explicou ainda a mudança no sistema tático do Vitória de Guimarães, confessando ser adepto do 3x5x2: “É um sistema que gosto de utilizar. Dá consistência e segurança com posse de bola porque estamos equilibrados atrás. Foi por isso que o escolhi e tendo em conta a observação feita ao Portimonense, que recorre a muitas bolas longas dirigidas ao Beto. Tivemos bem a anular esse perigo, mas fomos infelizes”.