Portugal
"Temos paz e condições para levar o Belenenses às competições profissionais"
2020-10-18 11:40:00
Patrick Morais de Carvalho reeleito presidente do clube com 63,53 por cento dos votos

Patrick Morais de Carvalho foi hoje reeleito como presidente do Belenenses para o triénio 2020-2023, com 63,53 por cento dos votos, perante a concorrência de outros dois candidatos ao cargo que desempenha desde 2014.

O advogado segue para o terceiro mandato à frente do clube da Cruz de Cristo, com um total de 6.089 votos, batendo o candidato pela lista C Luís Figueiredo, que obteve 27,08 por cento dos votos, correspondentes a 2.596 votos, e o líder da lista B Carlos Canhoto Fernandes, com 7,85 por cento, respeitante a 752 votos.

Votaram nulo 0,2 por cento (19) dos associados, enquanto os votos brancos foram 0,4 por cento (39).

“Penso que, finalmente, ao fim de seis anos, temos reunidas todas as condições para podermos ter paz no nosso clube e, todos juntos, levarmos o nosso clube sem dívidas, com o passivo praticamente a zero, até às competições profissionais. Quando lá chegarmos, vamos ter uma vantagem competitiva extraordinária relativamente a todas as outras SAD, que estão tecnicamente falidas”, afirmou o vencedor, em discurso aos sócios que aguardaram a divulgação dos resultados no complexo do Restelo.

O sufrágio decorreu entre as 10:00 e as 19:00 horas, no Polidesportivo Dr. Ramos Lopes, ao ar livre, junto do pavilhão Acácio Rosa, devido à pandemia de covid-19, onde acorreram 1460 associados do clube lisboeta.

“Tivemos hoje, em plena pandemia, umas eleições altamente concorridas. Era necessário fazer-se uma clarificação sobre o futuro da nossa instituição. A votação de hoje revela que os sócios do Belenenses são pessoas de caráter, honra e princípios. Não é toda a massa associativa que tem a possibilidade de estar na I Liga e faz uma opção desta dimensão”, sublinhou.

Tal como Patrick Morais de Carvalho, também Pedro Pestana Bastos e João Morão foram reconduzidos como presidentes da Mesa da Assembleia-Geral (MAG) e do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD), respetivamente.

O Conselho Geral do emblema do Restelo será composto por seis membros da lista de Patrick Morais de Carvalho, três elementos da candidatura de Luís Figueiredo e um da lista de Carlos Canhoto Fernandes.