Portugal
"Conceição quis deixar um recado para dentro do clube, claramente"
2024-02-17 15:30:00
"Quem é o responsável por o Taremi sair já agora 6 meses antes do final do contrato?

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, trouxe à tona um cenário de descontentamento e firmeza em relação à situação de Taremi, avançado que esteve prestes a assinar pelo Inter de Milão, mas que acabou por permanecer no Dragão.

A exclusão do internacional iraniano dos convocados para o próximo jogo dos azuis e brancos contra o Estrela da Amadora, anunciada pelo próprio treinador, adicionou uma camada de complexidade a uma fase desafiadora da temporada para o emblema da Invicta.

A ausência de Taremi, num momento crucial da temporada, levanta questões sobre as motivações por trás da decisão de Conceição. O treinador portista, por sua vez, esclareceu que se trata de uma questão estratégica, negando qualquer falta de compromisso por parte do jogador face ao FC Porto.

"Nos últimos dias, eu não vi nenhuma notícia pública de alguém enxovalhar ou a desrespeitar o Taremi"

No entanto, as interpretações sobre a natureza desta decisão têm sido divergentes, com algumas vozes a sugerir que ela é mais do que apenas uma escolha tática.

Sérgio Conceição não hesitou em defender o seu jogador, descrevendo-o como alguém que "sente o Porto". As declarações do técnico português tentam dissipar quaisquer especulações sobre a possível insatisfação ou falta de compromisso do avançado iraniano, especialmente considerando a sua situação contratual atual e os compromissos futuros com o Inter de Milão.

No entanto, as palavras de Conceição geraram uma onda de reações no panorama desportivo nacional. Neste sentido, Diogo Luís, antigo jogador do Benfica e atual comentador desportivo, interpretou as declarações do treinador portista como um recado para a estrutura do FC Porto.

Questionando quem teria desrespeitado e enxovalhado Taremi, como frisou Sérgio Conceição, Diogo Luís destacou a falta de notícias públicas sobre tais acontecimentos nos últimos dias.

"Quem é que desrespeitou e quem é que enxovalhou? Foi essa a parte que eu não percebi da conferência de Conceição, porque ele começa a dizer, não podem desrespeitar, não podem enxovalhar, mas quem? Quem é que enxovalhou e quem é que desrespeitou o Taremi?", começou por dizer o comentador, em declarações na CNN Portugal.

Ao afirmar que as pessoas que celebraram os sucessos de Taremi não podem agora esquecê-lo, Conceição teria aberto a porta para uma possível insatisfação interna.

"Nos últimos dias, eu não vi nenhuma notícia pública de alguém enxovalhar ou a desrespeitar o Taremi. Conceição depois abriu um bocadinho a porta, porque diz, as pessoas que andaram a festejar os golos do Taremi não agora podem esquecer o Taremi. Portanto, eu acho que isto foi um recado interno", observou Diogo Luís.

"Para dentro. Isto foi um recado para dentro, claramente. Foi um recado, porquê? Porque ao dizeres, agora andaram a festejar 100 golos e 50 assistências e agora estão a desrespeitar e a enxovalhar o rapaz, o Taremi, está a falar para alguém de dentro", completou.

A situação contratual de Taremi também foi abordada nas críticas de Diogo Luís. O antigo jogador salientou que a responsabilidade pela não renovação do contrato até o momento não recai sobre Conceição, mas sim sobre a administração do FC Porto, que enfrenta desafios financeiros.

"Quem é o responsável por o Taremi sair já agora 6 meses antes do final do contrato? Quem é o responsável por ele não ter renovado o contrato até hoje? Não é o Sérgio Conceição. É a administração do FC Porto que não teve capacidade financeira para o fazer. Porquê? Por estar com dificuldades", questionou o antigo lateral encarnado.

"No limite, para não se virarem contra a administração, ah, não teve capacidade. Não, nós tivemos, mas o jogador é um malandro, o jogador quer ir embora, nós até tentámos, mas ele quis ir para o Inter de Milão. Porque eu acho que quem ganha mais em criar este clima todo, se calhar é a atual administração do clube", acrescentou.

O futuro de Taremi permanece incerto, com a possibilidade de transferência para o Inter de Milão ainda em aberto. O desfecho desta situação pode ter repercussões significativas no ambiente do clube e na dinâmica interna.

"Neste momento Taremi tem contrato com o Porto, e o que é que ele tem que fazer? Dar o seu melhor, que é o que tem feito. Este ano não tem corrido tão bem, mas não tem corrido tão bem não é só o Taremi. É que a verdade é que a equipa do Porto também não tem conseguido jogar futebol", rematou Diogo Luís.