Portugal
Sporting terá provas de que Unilabs assumiu erro na testagem
Redação
2021-01-19 12:25:00
Polémica com Nuno Mendes e Sporar prossegue

A bola ainda não começou a rolar mas a meia-final da Taça da Liga já está marcada por enorme polémica com uma sucessiva troca de argumentos entre responsáveis de Sporting, FC Porto, SC Braga e do laboratório responsável pela testagem dos atletas, a Unilabs.

Depois de o responsável médico dos leões ter garantido que Sporar e Nuno Mendes tiveram um "falso positivo" na testagem fruto de um "erro" que teria sido assumido pelo laboratório e, por isso, estariam disponíveis para irem a jogo, se Rúben Amorim assim entendesse, sucederam-se as trocas de comunicados.

Na informação mais recente, veiculada pelo Record tendo por base um documento que o Sporting terá, o clube liderado por Frederico Varandas assegura ter provas contra a Unilabs, entidade que terá assumido os tais "falsos positivos" e são essas provas que o Sporting tem para suportar a crença de que Nuno Mendes e Sporar podem jogar frente ao FC Porto.

Mas Maia Gonçalves, responsável pelo laboratório que realiza os testes, já disse que não houve qualquer comunicação por parte do Sporting e até lamentou que nesta altura, em que a pandemia continua a fazer muitas vítimas mortais, o emblema leonino coloque em causa os testes.

Aliás, o responsável pelo laboratório foi mais longe e disse que da parte da entidade que chefia não existiu qualquer assumir de erro na recolha e testagem dos jogadores leoninos.

"Estar a pôr em causa a fiabilidade dos testes é muito mau. Não imaginam o que é ver pessoas a morrer, algumas sem poderem ser visitadas pelos médicos. Colocar isto em causa é muito mau", insistiu Maia Gonçalves, negando que o laboratório tenha admitido qualquer erro na testagem, contrariando assim a versão apresentada pelo médico do Sporting.

O que é certo é que existe uma total indefinição relativamente ao jogo de logo mais. Os dragões já ameaçaram não jogar a meia-final desta noite contra os leões, que acusam o rival nortenho de estar a "pressionar".

No meio de tudo isto, o SC Braga, uma das outras equipas que jogam a final a quatro da Taça da Liga, diz estar "indignado pela intenção do Sporting em ter tratamento de exceção".

Tudo isto ocorre num dia particularmente agitado também para o outro finalista, o Benfica, que tem um surto de covid-19 e já pediu para que os seus jogos fossem adiados.

Sobre esse tema, a Direção-Geral da Saúde remeteu a decisão para as entidades de saúde regionais e para a Federação Portuguesa de Futebol e Liga.