Portugal
Sporting ganhou Taça da Liga com Carvalhal, SC Braga ergueu troféu com Amorim
Redação
2021-01-21 08:50:00
Final disputa-se no sábado, com uma 'troca de cadeiras' e muitas curiosidades

Sporting e SC Braga já se defrontaram por três vezes na Taça da Liga e, retirando um confronto decidido em penáltis, os leões só ganharam com Carlos Carvalhal e os arsenalistas com Rúben Amorim.

Em 2009/10, o Sporting, de Carvalhal, agora ao leme do SC Braga, venceu em Alvalade por 2-1, para a primeira jornada da terceira fase e, uma década volvida, em 2019/20, o Sporting de Braga, de Rúben Amorim, que depois rumou a Alvalade, triunfou na ‘pedreira’ por 2-1, nas meias-finais.

Pelo meio, em 2018/19, também nas meias-finais, em nova ‘final four’ em Braga, o encontro chegou ao fim dos 90 minutos empatado a um tento, acabando por prevalecer o conjunto leonino no desempate por grandes penalidades (4-3).

O primeiro encontro aconteceu em 03 de janeiro de 2010, em Alvalade, a contar para a primeira jornada do Grupo B da terceira fase e os leões, liderados por Carvalhal, superaram o conjunto liderado por Domingos Paciência por 2-1.

Carlos Saleiro, aos 36 minutos, e Miguel Veloso, aos 65, apontaram os tentos dos leões, enquanto o brasileiro Alan marcou o golo dos forasteiros, aos 50.

Este resultado acabou por ser decisivo para as contas do Grupo B, que o Sporting venceu, com nove pontos, contra quatro do Trofense, três do SC Braga e um da União de Leiria. Os ‘leões’ cairiam nas ‘meias’, na receção ao Benfica (1-4).

Os dois clubes só se voltaram a encontrar na prova nas meias-finais da edição de 2018/19, cuja ‘final four’ decorreu no Estádio Municipal de Braga.

Em 23 de janeiro de 2019, os arsenalistas entraram, praticamente, a ganhar, com um tento do luso-brasileiro Dyego Sousa, aos três minutos, mas, ainda na primeira parte, aos 37, o central uruguaio Coates restabeleceu a igualdade.

O 1-1 manteve-se até ao final dos 90 minutos e decidiram os penáltis, com o Sporting a falhar três dos quatro primeiros, por Bas Dost, Coates e Nani, mas a impor-se por 4-3, pois também não acertaram Ricardo Horta, Paulinho, Murilo e Ryller, os dois últimos com defesas de Renan, o ‘herói’.

Pelos leões, que depois venceriam na final o FC Porto, também no desempate por grandes penalidades, faturaram Bruno Fernandes, Raphinha, Ristovski e Jefferson.

Na época passada, no mesmo palco, repetiu-se o confronto, em 21 de janeiro de 2020, e, pela primeira vez, levou a melhor o SC Braga, comandado por Rúben Amorim, ao vencer os leões por 2-1.

Os anfitriões adiantaram-se aos oito minutos, por Ricardo Horta, o francês Jérémy Mathieu empatou, aos 44, para, em cima da hora, aos 90, Paulinho dar a vitória aos arsenalistas, face aos comandados de Jorge Silas.

O onze de Rúben Amorim voltaria a vencer a final, face ao FC Porto, com um golo tardio, desta vez de Ricardo Horta, aos 90+6 minutos.

O quarto encontro entre Sporting e SC Braga na Taça da Liga, a contar para a final da edição 2020/21, realiza-se no sábado, a partir das 19h45, no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.