Portugal
Sócios do Sporting reprovam contas e orçamento de 2021/22
2021-10-01 08:50:00
Relatórios de gestão e contas de 2019/20 e 2020/21 chumbados. Assim como o orçamento em curso

Os sócios do Sporting reprovaram, em assembleia geral, os relatórios de gestão e contas de 2019/20 e 2020/21, assim como o orçamento para a época em curso, anunciou hoje o clube nos seus canais de informação.

As contas dos últimos dois exercícios e o orçamento para 2021/22 foram a votos na assembleia geral dos leões, realizada no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, onde foram reprovadas por cerca de “750 associados, grosso modo”, segundo o presidente da mesa de assembleia geral, Rogério Alves.

O primeiro ponto da ordem de trabalhos, que previa a deliberação sobre o relatório de gestão e contas do exercício de 01 de julho de 2019 a 30 de junho de 2020, foi reprovado por 59,24% dos 3.974 votos, o que corresponde a 473 de 750 sócios votantes.

Esta foi a segunda vez que os associados do clube reprovaram as contas de 2019/20, que registam um resultado líquido positivo de cerca de 74 mil euros, depois de as mesmas terem sido rejeitadas por 67,22% dos votos em setembro de 2020.

O segundo ponto da assembleia geral de hoje, que previa a discussão e deliberação do “orçamento dos rendimentos, gastos e investimentos” e do “plano de atividades para o ano de 01 de julho de 2021 a 30 de junho de 2022”, foi rejeitado por 57,38% dos 3.986 votos, ou seja, 459 (61,12%) de 751 votantes.

Já o relatório de gestão e contas do exercício de 01 de julho de 2020 a 30 de junho de 2021, que compunha o terceiro ponto da ordem de trabalhos, foi reprovado por 58,09% dos 3.980 votos recolhidos, correspondentes a 465 (61,92%) dos 751 sócios que sufragaram este ponto.

O clube apresentou, em 24 de setembro, um resultado líquido de 135 mil euros no exercício de 2020/21, resultante de “uma ótima performance dos resultados operacionais” e de um “recorde de quotização do lado das receitas e uma diminuição dos custos estruturais”, tal como referido no documento.

A proposta de atribuição de nomes representativos do clube às portas do Estádio José Alvalade, prevista no ponto quarto da ordem de trabalhos, foi, portanto, a única a merecer a aprovação dos associados ‘leoninos’, com 58,51% de 3.909 votos a pronunciarem-se a favor, resultantes de 412 votantes num total de 743.

As atuais sete portas do Estádio José Alvalade passarão, então, a ser designadas pelos nomes de Vítor Damas, Hilário, Stromp, Jordão, Cinco Violinos, Yazalde e Manuel Fernandes.

A assembleia geral dos ‘leões’ teve início às 19:00 de quinta-feira, com uma limitação de 1.560 lugares e várias limitações devido à pandemia de covid-19.

A discussão e votação dos pontos da ordem de trabalhos decorreram, no entanto, em simultâneo.

Tags: