Portugal
"Só dos penáltis que pede o Benfica já iria nos 100 golos", ironiza Mendes
Redação
2021-04-16 19:35:00
Ex-defesa das águias afirma que Jesus "sabe do que está a falar" quando diz que ainda pode ser campeão

Cinco vitórias consecutivas sem sofrer qualquer golo estão a embalar o Benfica nesta reta final do campeonato, com as águias a recuperarem quatro pontos para o líder Sporting nas últimas duas jornadas. O FC Porto ainda está no meio, com três pontos de vantagem sobre a equipa de Jorge Jesus, mas o treinador encarnado assumiu que o objetivo é lutar pelo título de campeão nacional, mesmo sabendo que para chegar ao primeiro lugar o Benfica "depende dos outros".

"O que nos agrada nestes últimos jogos é que temos dois jogos contra os rivais que vão à nossa frente. É importante para nós e é nisso que nos baseamos, ou seja, naquilo que possamos controlar", salientou Jorge Jesus, hoje, ao fazer a antevisão da partida de amanhã com o Gil Vicente, para a 27.ª jornada. Caso vençam os galos, os encarnados igualam o FC Porto no segundo lugar e ficam a seis pontos do líder Sporting, uma vez que os dois rivais só amanhã vão entrar em campo.

Ao ouvir estas e outras declarações recentes de Jesus, o antigo internacional português Fernando Mendes deteta um certo excesso de confiança pelas bandas da Luz. "No Benfica, toda a gente pensa que o Sporting agora vai perder jogos. Com não sei quantos jogos a jogar contra dez, já se viu que dificilmente o Benfica vai perder pontos. Na cabeça dos jogadores do Benfica, o jogo com o FC Porto já está ganho", antecipou o ex-defesa, que na carreira de jogador passou pelos três grandes, entre outros clubes.

Jesus lembrou que o Sporting tem a responsabilidade de defender o primeiro lugar e Mendes, confesso adepto dos leões, aproveitou para recordar o que aconteceu quando o agora treinador do Benfica orientou a equipa de Alvalade. "Ele sabe do que está a falar. Infelizmente para ele e para o meu Sporting, já passou por isto, no tempo dele o Sporting teve sete ou oito pontos e perdeu essa vantagem. No Benfica, também perdeu essa vantagem. Melhor do que ninguém, Jesus sabe o que é estar à frente, o que é um campeonato de futebol e como as coisas se movimentam. E vai valer tudo", antecipou.

Contra as expetativas do Benfica está um dado estatístico: dos 48 golos apontados neste campeonato, só quatro foram de bola parada. Por inúmeras ocasiões, responsáveis das águias realçaram o facto da equipa não ter beneficiado de qualquer penálti até à 25.ª jornada. Fernando Mendes concordou que, com mais penáltis, os encarnados teriam mais golos, mas realçou que as grandes penalidades também não podem ser assinaladas 'a pedido'. "Ajuda, mas têm que ser penáltis para serem marcados, não é como eles querem, por tudo e por nada. Há dois ou três que deviam ter sido marcados, mas os outros 15... Se fosse assim, já teriam 100 golos marcados com os penáltis que não o são", ironizou.

Durante a antevisão da partida com o Gil Vicente, Jorge Jesus foi questionado sobre um comentário de Pepe, depois do capitão do FC Porto ter criticado a forma como o treinador do Benfica se pronunciou sobre Stephen EustáquioO técnico acabaria por reconhecer ter-se excedido ao afirmar que o médio do Paços de Ferreira teve intenção de magoar Weigl, jogador que depois apareceu no treino “com fitas no joelho”, como apontou Fernando Mendes. “Isso é que é feio. Quando não se passa nada e aparece o jogador a treinar com fitas no joelho... É para forçar que o Eustáquio foi mesmo para aleijar? A ideia que dá é essa. Passada uma semana, vem Jorge Jesus dizer que não é bem assim, que não foi para aleijar... Isso é que devia ser pesquisado, porque é que o Benfica fez isso”, concluiu.