Portugal
Sistema de voto eletrónico do Benfica com falhas e a gerar dúvidas
2020-10-28 14:35:00
Especialista informático ouvido pelo Expresso tem interrogações sobre forma como votação eletrónica decorre

O Expresso adianta que se registaram problemas eletrónicos no sistema de votação do Benfica relativo ao ato eleitoral que decorre nesta quarta-feira.

O referido jornal sustenta que qualquer utilizador estaria a conseguir aceder ao boletim de voto, desde que a sessão tivesse sido aberta por um associado do Benfica, tendo por base um URL (endereço) que esteve a circular nas redes sociais, nas últimas horas.

Tentando submeter um voto em branco para perceber a situação que foi reportada, o Expresso diz que tentou submeter o voto mas aparentemente, não foi submetido o voto.

"Este sistema é francamente mau", contou João Pina, programador informático, consultado pelo Expresso que falou sobre esta situação que está a gerar dúvidas na votação das águias.

Além disso, ainda de acordo com o Expresso, "o sistema de votação eletrónica nas primeiras horas bloqueava endereços de IP nacionais e apenas permitia votos submetidos de IP estrangeiros", algo que João Pina diz que foi entretanto corrigido.

Ainda assim, o especialista informático diz que não entende como é que uma situação destas acontece em pleno ato eleitoral. "Há uma mudança das regras a meio do jogo que transmite pouca confiança no sistema", salientou João Pina, ao Expresso.

Instado a comentar se acredita que o sistema de votação pode ter sido alvo de fraude, o especialista informático diz que todas as possibilidades podem estar em cima da mesa.

"Não sabemos. Mas que há muitas bandeiras vermelhas à volta deste sistema, há", salientou João Pina sobre um tema que está a gerar desconfiança entre um dos candidatos.

João Noronha Lopes, candidato à presidência do Benfica, exerceu o direito de voto nas eleições do clube lisboeta, apelando a que todos os benfiquistas também o façam e exigindo um ato eleitoral "transparente".

Noronha Lopes exigiu que seja feita uma contagem dos votos físicos depositados nas urnas e deixou um apelo a que seja respeitada a "tradição democrática" do clube.

"Temos dirigido um conjunto de perguntas construtivas ao presidente da Mesa da Assembleia Geral [MAG], nomeadamente, quanto ao voto eletrónico, que ainda não foram respondidas. Quanto ao voto físico, espero que o presidente da MAG tenha em conta que é muito importante que o voto físico seja também contado. As urnas têm de ser abertas, o voto físico tem de ser contado e os meus delegados não sairão de junto das urnas até que o voto físico seja contado", apelou.

Na véspera do ato eleitoral, Rui Pinto, criador do Football Leaks, alertou, através do Twitter, para a possibilidade de fraude nas eleições do Benfica, depois de analisar "informações vindas a público".

"É bastante claro que o sistema que suporta a plataforma de voto eletrónico e a forma como está estruturado propicia a fraude, entre outras questões", defendeu Rui Pinto.

A Mesa da Assembleia Geral do Benfica, organismo responsável pela Assembleia Eleitoral, ainda não reagiu a esta notícia do jornal Expresso.