Portugal
"Será o meu último mandato. O foco será a vertente desportiva", anuncia Vieira
2020-09-30 19:10:00
Presidente do Benfica apresenta oficialmente a recandidatura

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, anunciou oficialmente esta tarde que se vai recandidatar ao cargo, nas eleições previstas para 30 de outubro.

"Será o meu último mandato", adiantou o dirigente, prometendo que "o foco será a vertente desportiva".

Lembrando o trabalho feito, Vieira considerou que, na última década, o Benfica "reforçou o prestígio internacional e a credibilidade", apresentando "contas positivas em sete anos".

"É isto que espero que o Benfica supere na próxima década", acrescentou.

Esperando que a campanha seja feita "de propostas e de ideias", o presidente e candidato garantiu que não esquece "as críticas", que "devem ser ouvidas quando são sérias".

"Tenho orgulho no trabalho realizado nestes 17 anos. Errei, porque sou humano. Só acerta sempre quem nada decide", sustentou.

Visando os opositores nas próximas eleições, Luís Filipe Vieira lamentou que tudo no Benfica seja motivo para o criticarem.

"Não podemos passar 30 dias a criticar tudo e todos e a menorizar todos. Criticam vendas equipamento, transparência votos, democracia e BTV. Criticam, criticam, criticam...", desabafou.

"Isso não atinge só o presidente do Benfica mas o trabalho realizado nos últimos 20 anos. É história de caráter, resistência que não admite fações ou hipocrisias. Somos o clube português mais preparado para anos que não serão fáceis. As contas do Benfica são auditadas anualmente com relatórios públicos, não percebo as críticas desse género dos outros candidatos. Estou disponível para acolher um membro de cada uma das listas para o Conselho fiscal", continuou.

Acusado pelos opositores de privilegiar a vertente financeira sobre a desportiva, o dirigente considerou que tal argumento é eleitoralista.

"Se o Benfica não for negócio não há infraestruturas. Tem de ser negócio e quem diz o contrário só é oportunista eleitoralmente. Recebi dos sócios o poder e foi comigo que se devolveu o poder aos sócios, estou aqui e conto continuar, não festejo nem vendas nem contratações. A formação foi construída ao longo da última década e é para continuar", reagiu

Depois de elogiar as contas das águias, Vieira reclamou os méritos da recuperação financeira do clube.

"Quando cheguei, os donos do clube eram os credores. Foi comigo que se devolveu o Benfica aos sócios", afirmou.

"Esta candidatura tem passado, história e futuro e é por isso que aqui estou. Vamos continuar a crescer e o próximo mandato é base para superar a última década, foi a segunda melhor década do futebol, a melhor das modalidades e no capítulo financeiro", concluiu o candidato.