Portugal
"Sentimo-nos prejudicados e temos de responder a quente", diz Rúben Amorim
2020-10-23 17:30:00
Treinador do Sporting vai estar no banco frente ao Santa Clara depois de ter sido expulso na partida com o FC Porto

O Sporting defronta amanhã o Santa Clara, para a I Liga, depois de ter empatado com o FC Porto num clássico em que Rúben Amorim foi expulso, sendo depois castigado com seis dias de suspensão.

“É a nossa vida enquanto treinadores, temos, a seguir ao jogo, de responder a quente. Na altura sentimo-nos prejudicados, mas seguimos em frente, isso é passado e foi isso que transmiti aos jogadores”, comentou o técnico dos leões, na antevisão da partida com o Santa Clara.

“Tudo o que aconteceu com o FC Porto acabou aí e se não pensarmos no Santa Clara, que é uma excelente equipa, não vamos conquistar os três pontos”, realçou.

O treinador do Sporting insistiu nos elogios à formação açoriana, que tem os mesmos pontos que os leões.

“É uma equipa que vai jogar sem responsabilidade, no seu estádio. Tem jogadores muito rápidos, um dos laterais é um extremo, é uma equipa atrevida e tem um guarda-redes que é dos melhores a jogar com os pés”, realçou.

O Sporting tem de “assumir o jogo” com “alguma arrogância positiva”, continuou o técnico.

“Ainda temos de nos esforçar muito para dominar nos jogos, mas temos coisas muito boas, boas dinâmicas e acho que estamos no bom caminho. Temos que implementar o nosso jogo, faz parte do ADN de uma equipa grande, mas ainda temos alguma dificuldade nisso, faz parte do processo de crescimento”, explicou Rúben Amorim.

Embora o Sporting ainda tenha “muito a crescer” já apresenta “boas dinâmicas e um bom espírito de grupo”, destacou o técnico, reconhecendo que a exclusão das provas europeias dá “alguma vantagem no aspeto tático”, pois a equipa tem mais tempo para “consolidar os processos”.

O técnico leonino falou ainda sobre os guarda-redes, explicando como Adán ganhou a titularidade a Luís Maximiano, depois do jovem da formação ter feito 31 jogos na época passada.

“O futebol é sempre o momento, o Adán esteve muito bem desde o início. O Max também, mas ficou privado dos treinos durante 15 dias. Que fique muito claro, não sei quem iria escolher, mas o Max deixou de treinar e o Adán esteve muito bem. É óbvia a experiencia que traz à equipa”, afirmou.

Sobre Max, o técnico afirmou que o Sporting tem “um guarda-redes de grande nível” que, continuando a trabalho, “será um dos melhores do futebol português”.

Rúben Amorim admitiu também a “grande surpresa” que foi a evolução de Nuno Mendes, que se mostra “muito adulto a jogar”.

“É um talento e será no futuro o titular no lado esquerdo da defesa da seleção por muito anos”, antecipou.

Questionado sobre Vietto, alegadamente prestes a assinar pelo Al Hilal, o treinador do Sporting salientou que “todos os jogadores são importantes, mas, por vezes, levantam-se outros valores”

“O que tiver de ser, será”, acrescentou, referindo que Vietto não foi convocado para a partida com o Santa Clara, tal como Tabata, “que tem mialgia”, e Quaresma, que “continua de baixa”.

O Sporting, terceiro classificado da I Liga, com sete pontos mas menos um jogo, defronta no sábado o Santa Clara, quarto classificado, também com sete pontos, em Ponta Delgada, a partir das 17h00, em jogo da quinta jornada, num encontro que será arbitrado por Manuel Mota.