Portugal
"Se tivesse 100 milhões para gastar em Enzo ou Gyökeres, eu comprava o Gyökeres"
2024-01-05 11:55:00
"Oxalá não paguem. É bom para o Sporting e para o nosso campeonato", diz ex-jogador de futebol

As performances de Viktor Gyökeres ao serviço do Sporting não têm passado despercebidas a outros emblemas e Pedro Henriques, antigo jogador de futebol, admite que poderá ser difícil a administração verde e branca segurar o jogador sueco, ainda que tenha reservas que algum clube pague o valor inscrito na cláusula de rescisão de Viktor Gyökeres já durante esta reabertura da janela de transferências.

"Acho que não. Estou convencido que não. Oxalá não paguem. É bom para o Sporting e para o nosso campeonato", comentou Pedro Henriques, na Sport TV, certo de que, se fosse responsável por um clube e tivesse 100 milhões de euros para gastar, então optaria por contratar Viktor Gyökeres e não, por exemplo, Enzo Fernández, jogador campeão do Mundo pela Argentina e revelação do Campeonato do Mundo da FIFA, em 2022, que há cerca de um ano deixou Portugal para jogar no Chelsea da Premier League.

"O Gyökeres é a contratação mais impactante. O melhor jogador talvez do campeonato"

Na altura, recorde-se, o Chelsea acionou o valor da cláusula de rescisão que estava inscrito no contrato que ligava Enzo Fernández à SAD liderada por Rui Costa.

"Se me perguntares, se eu tivesse 100 milhões de euros para gastar, se comprava o Enzo Fernández ou o Gyökeres, eu comprava o Gyökeres", declarou Pedro Henriques, deixando elogios para o internacional sueco.

"O Gyökeres é a contratação mais impactante. O melhor jogador talvez do campeonato", avaliou Pedro Henriques, certo de que a SAD verde e branca acertou na contratação que fez.

"O Sporting fez uma grande contratação", referiu Pedro Henriques que admitiu que o facto de o Sporting não estar na Liga dos Campeões e o facto de a Suécia não jogar o Euro de 2024 podem impedir que o Sporting puxe pelos valores do negócio de uma possível venda.

"A Liga dos Campeões e as fases finais de Europeus e Mundiais ajudam os clubes a subir a parada", comentou Pedro Henriques, não escondendo que são as grandes provas onde os jogadores acabam por ser avaliados.

"O campeonato português é uma boa montra mas não é aí que os jogadores são avaliados", salientou o antigo jogador de futebol, certo de que algum clube britânico pode com alguma facilidade pagar uma verba alta pelo passe do jogador internacional sueco.

"Claramente, ainda é muito novo, facilmente um clube inglês paga 70 ou 75 milhões pelo Gyökeres", concluiu a este propósito Pedro Henriques, antigo jogador de futebol profissional.