Portugal
“Se fosse hoje, Pinto da Costa não me deixava sair do FC Porto sem assinar”
2020-07-25 17:55:00
Manuel Fernandes recorda que chegou a acordo com o clube portista e o momento que o fez voltar ao Sporting

Um dos maiores goleadores da história do futebol português, Manuel Fernandes tem uma carreira que fala por si, sendo o futebolista com mais jogos na I Liga.

No entanto, o desenrolar da carreira do ex-avançado podia ter sido muito diferente caso tivesse assinado por outro clube em 1975.

Em declarações ao Canal 11, Manuel Fernandes explica que após ter acabado a lei de opção tinha o Belenenses e o FC Porto como interessados na sua contratação.

O ex-jogador indica que se reuniu com um dirigente portista e confessou que ninguém ligado ao Sporting o tinha contactado.

Fui ao Porto falar com o Alfredo Borges e o Sporting não me falava. Era o meu clube de coração, mas ninguém falava do Sporting e eu, muito triste, a falar com um amigo e disse: ‘Olha, vou ter que ir para o FC Porto…’”, começou por explicar Manuel Fernandes.

A glória leonina vai mais longe e garante que se fosse hoje, Pinto da Costa não o deixava sair das imediações do Estádio das Antas sem assinar contrato.

“Cheguei a acordo com o FC Porto. Se fosse hoje, Pinto da Costa não me deixava sair de lá sem assinar, mas disse que ia falar com a família”, salientou.

No entanto, no dia que ia embarcar para o Brasil juntamente com Eusébio e Nené para divulgar o showball, Manuel Fernandes recebeu uma chamada de um dirigente do Sporting.

“No dia que ia embarcar, recebo uma chamada do Dr. Nunes Santos que era do Sporting. Eu que tive que ir ter com eles, não vieram ter comigo. Fui lá, assinei logo com o Sporting. Era o que eu queria”, completou.