Portugal
Santa Clara e Boavista empatam num festival de golos nos Açores
Redação
2021-05-01 20:15:00
Boavista cede empate nos descontos com Santa Clara

Santa Clara e Boavista empataram hoje 3-3, em jogo da 30.ª jornada da I Liga de futebol, nos Açores, um jogo com várias reviravoltas e no qual o empate dos açorianos só chegou no último lance do encontro.

Elis, do Boavista, apontou dois golos (17 e 75 minutos), e Marco (69), na própria baliza, fez o outro do Boavista, e Lincoln (45), Carlos Júnior (50) e Fábio Cardoso (94).

O Boavista entrou mais forte no encontro, disposto a não perder mais pontos na luta pela manutenção. A equipa de Jesualdo Ferreira assumiu o domínio da posse de bole nos instantes iniciais, perante um Santa Clara que se resguardava para as saídas em contra-ataque.

A estratégia boavisteira iria dar frutos. Aos 17 minutos, Elis pegou na bola à entrada da área, desviou Morita do caminho, e rematou forte para o fundo das redes. Um golaço do avançado hondurenho a inaugurar o marcador nos Açores.

A partida mudou de feição com o golo marcado. Em desvantagem, o Santa Clara subiu no terreno e garantiu o domínio da posse de bola.

Com o passar do primeiro tempo, a formação de Daniel Ramos ganhou confiança e foi se aproximando progressivamente da baliza contrária. Aos 31 minutos, Carlos Júnior esteve perto do golo, mas a finalização acabou nas malhas laterais.

O Boavista, por seu turno, recuou no terreno e procurou manter o bloco compacto para tapar todos os espaços. A equipa de Jesualdo Ferreira, contudo, não deixou de explorar o contra-ataque. Aos 36 minutos, por exemplo, os ‘axadrezados’ podiam ter ampliado a vantagem num contra-ataque, mas a finalização de Sauer saiu ao lado da baliza de Marco.

Quando a primeira parte estava prestes acabar, a equipa insular iria chegar ao empate através de Lincoln. Aos 45 minutos, o brasileiro do Santa Clara aproveitou um erro inacreditável de Porozo para empatar o encontro.

O Santa Clara tinha acabado bem a primeira parte e iria começar ainda melhor a segunda. Aos 50 minutos, livre no flanco direito, batido de forma tensa por Lincoln e Carlos Júnior desviou subtilmente para o fundo da baliza do Boavista, carimbando a reviravolta no marcador.

Mas o Boavista não iria desistir e iria responder aos açorianos na mesma moeda. Primeiro, aos 69 minutos, num autogolo do guarda-redes açoriano, após um livre batido por Sauer, com a bola a esbarrar no poste, a bater nas costas de Marco e a ir para o fundo da baliza do Santa Clara.

Depois, aos 75 minutos, Paulinho isola Elis e, na cara do golo, o avançado do Boavista não iria desperdiçar. Estava consumada mais uma reviravolta no marcador.

Mas o marcador ainda ia sofrer mais uma alteração. No último sopro do encontro, aos 90+4 minutos, Fábio Cardoso foi ao ataque para aproveitar um cruzamento de Sagna para empatar o encontro. 

Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Santa Clara - Boavista, 3-3.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Elis, 17 minutos.

1-1, Lincoln, 45

2-1, Carlos Júnior, 50

2-2, Marco, 69 (própria baliza)

2-3, Elis, 75

3-3, Fábio Cardoso, 90+4

 

Equipas:

- Santa Clara: Marco, Mansur (Sagna, 83), Villanueva, Fábio Cardoso, Rafael Ramos, Anderson Carvalho (Nené, 70), Hide, Lincoln (Ukra, 84), Allano (Jean Patric, 83), Cryzan (Rui Costa, 70) e Carlos Júnior.

(Suplentes: André Ferreira, João Afonso, Ukra, Rúben Oliveira, Costinha, Nené, Jean Patric, Rui Costa e Sagna).

Treinador: Daniel Ramos.

- Boavista: Léo Jardim, Chidozie Awaziem, Jackson Poroso (Show, 62), Rami, Cannon, Perez (Devenish, 79), Sauer, Paulinho, Mangas, Angel Gomes (Kuku, 85) e Elis.

(Suplentes: Bracali, Nuno Santos, Yusupha, Nathan, Show, Hamache, Devenish, Kuku e Tiago Morais).

Treinador: Jesualdo Ferreira

 

Árbitro: Rui Costa (Associação de Futebol do Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Anderson Carvalho (34), Porozo (53), Mansur (57), Nuno Santos (66), Léo Jardim (91) e Morita (91). Cartão vermelho para Nuno Santos (66), no banco.

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.