Portugal
"Rivalidade com Benfica é sadia. O auge foi vencer a Supertaça na Luz por 5-0"
2021-07-23 22:25:00
Pinto da Costa recorda triunfo que lançou os dragões para uma "época de sonho" em 2011

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, enalteceu a “rivalidade sadia” com o Benfica, naquele que terá sido o episódio mais aguardado da série documental ‘Ironias do Destino’, que teve uma parte gravada no Estádio da Luz, a casa das águias. Num excerto divulgado previamente, o dirigente tinha salientado que "o Benfica é o grande clube que todos sabemos".

“Mesmo rivais, os clubes respeitam-se e reconhecem mutuamente a grandeza do outro. Temos boas recordações [da rivalidade], temos más. Nos confrontos entre FC Porto e Benfica [o saldo] está equilibrado, esta rivalidade é sadia, muito boa e é para mim um prazer estar aqui a conversar em pleno Estádio da Luz antes de mais um jogo, que não interfere na possibilidade de estarmos aqui a conviver”, afirmou Pinto da Costa, na conversa com a jornalista do Porto Canal, Estela Machado.

Foi no Estádio da Luz que o FC Porto conquistou uma Supertaça num “jogo anormal”, com um 5-0 que lançou os dragões para uma época de sonho, em 2011, coroada com a Liga Europa, o campeonato – “confirmado aqui na Luz”, realçou o dirigente – e Taça de Portugal.

“O que lançou a equipa para a época que fez foi essa a vitória na Supertaça”, explicou Pinto da Costa: “O Benfica era super favorito, o treinador André Villas-Boas era visto como um novado que tinha chegado ao FC Porto e a maneira como vencemos essa Supertaça, sem qualquer dúvida, lançou a equipa e fez acreditar que tínhamos pernas de gigante para andar”.

A juntar ao campeonato, o FC Porto goleou o Vitória de Guimarães (6-2) na final da Taça de Portugal e foi a Dublin conquistar a Liga Europa, numa final portuguesa, batendo o SC Braga por 1-0. "Teve um sabor muito especial, porque nunca tinha estado numa final europeia, nem num jogo europeu, a defrontar uma equipa portuguesa. Duas equipas do Norte, o que teve grande significado, dois clubes tradicionalmente com boas relações, foi uma confraternização muito bonita e depois vencemos, o que é sempre foi. Foi prestigiante para o futebol português ter dois clubes a disputar uma final europeia, é prova de vitalidade não só desses clubes como do próprio futebol português", frisou.

Mas o episódio de hoje era dedicado à rivalidade com o Benfica. "Ao longo da história, os clubes têm sido verdadeiramente rivais, com altos e baixos nesse relacionamento. Mas não podemos esquecer que já é tradicional um entendimento entre os clubes. O FC Porto é que inaugurou o Estádio da Luz, o Benfica inaugurou o Estádio das Antas. No rebaixamento do nosso estádio foi o Benfica que foi lá jogar e nós viemos ao terceiro anel no antigo Estádio da Luz", recordou.

Ainda a propósito da rivalidade, Pinto da Costa falou da amizade que teve com um antigo presidente do Benfica, Fernando Martins. Ainda hoje, sempre que o FC Porto se desloca a Lisboa fica no Hotel Altis (onde foi gravada parte do episódio de hoje), que continua na família de Fernando Martins.

"Este hotel é desde os meus primeiros tempos o quartel-general do FC Porto em Lisboa. O seu proprietário, infelizmente já falecido, era o senhor Fernando Martins, presidente do Benfica. Apesar da rivalidade, havia uma amizade muito sã, estávamos aqui e sentiamo-nos como em nossa casa. Várias vezes recusou outros clubes que queriam vir aqui estagiar, porque dava prioridade ao FC Porto", explicou.

Pinto da Costa realçou ainda "a particularidade" de que o hotel "está fechado e, neste momento, abre só para o FC Porto", uma forma dos filhos manterem "a vontade" de Fernando Martins. "Esteve na minha tomada de posse, na final da Taça dos Campeões Europeus, conviveu connosco naqueles momentos de euforia... Esta é a casa onde nos sentimos bem, de onde temos partido para muitas vitórias", finalizou o presidente portista.