Portugal
Renato Sanches lamenta golo "retirado" a Ronaldo, mas já pensa no Luxemburgo
Redação
2021-03-28 16:00:00
Médio da seleção lembra vitória luxemburguesa sobre a República da Irlanda

O médio Renato Sanches, que substituiu Sérgio Oliveira no sábado, no jogo entre a seleção portuguesa de futebol e a Sérvia (2-2), lamentou hoje o golo “retirado" a Portugal, mas já pensa no embate com o Luxemburgo.

“Foi um jogo muito difícil, fizemos uma boa primeira parte, na segunda parte também jogámos bem, no final do jogo foi-nos retirado um golo”, lembrou o jogador, em alusão ao lance, já nos ‘descontos’, em que a bola rematada pelo avançado Cristiano Ronaldo ultrapassou a linha de golo, mas que o árbitro Danny Makkelie, dos Países Baixos, não validou.

Renato Sanches, que não jogou no primeiro jogo do grupo A europeu de qualificação para o Mundial2022, na vitória por 1-0 diante do Azerbaijão, acabou no sábado por ser opção para o selecionador Fernando Santos, entrando aos 73 minutos.

Na terça-feira, a seleção das ‘quinas’ encerra a tripla jornada de qualificação, defrontando fora o Luxemburgo.

“O Luxemburgo ganhou o último jogo [1-0 à República da Irlanda], mas estamos preparados para fazer um bom jogo também e garantir os três pontos. Ganhar é sempre bom, principalmente, ganhar fora, por isso vamos dar o nosso melhor para ganhar o jogo”, acrescentou o médio português, em declarações à assessoria de comunicação da Federação Portuguesa de Futebol.

A comitiva lusa parte ainda hoje, às 16:00 (hora de Lisboa), rumo à cidade do Luxemburgo, onde na segunda-feira, às 16:30, realizará o treino oficial, antecedido, às 15:45, da conferência de imprensa de antevisão da partida, feita por Fernando Santos e um jogador a designar.

A seleção portuguesa defronta a congénere do Luxemburgo na terça-feira, em jogo da terceira jornada do agrupamento, no estádio Josy Barthel, na cidade do Luxemburgo, com início às 19:45 (hora de Lisboa), que será dirigido pelo árbitro russo Sergei Ivanov.

Portugal reparte a liderança do Grupo A com a Sérvia, ambos com dois jogos realizados e quatro pontos, mais um do que o Luxemburgo, terceiro, com apenas um jogo disputado, enquanto Azerbaijão e República da Irlanda ainda não pontuaram.