Portugal
"Quem disse não ao negócio Marega deve estar com a consciência muito pesada"
Redação
2021-05-11 09:35:00
Domingos critica estrutura por deixar escapar outro jogador a custo zero

Moussa Marega está de saída do FC Porto, com a SAD azul e branca a deixar escapar um outro jogador a custo zero, por estar em final de contrato, sem que tivesse convencido o atleta a permanecer na Invicta. Nos últimos anos, vários foram os atletas, alguns deles com importância capital no onze portista, a saírem do clube a custo zero, como foram os casos de Héctor Herrera, Yacine Brahimi ou até mesmo Iván Marcano que voltaria, posteriormente, ao emblema liderado por Pinto da Costa, após ida a custo zero para a Roma, de Itália.

O Al Hilal, da Arábia Saudita e orientado pelo português José Morais, já confirmou a contratação de Moussa Marega e o avançado maliano, de 30 anos, já não alinhou, na segunda-feira, diante do Farense na goleada por 5-1. Peça imprescindível para Sérgio Conceição, Marega está de saída do FC Porto e Domingos Paciência, antigo avançado dos dragões, estranha que a SAD deixe escapar novamente um ativo.

"A gestão do Marega durante o período em que esteve ao serviço do FC Porto não terá sido a melhor. Realmente, o Marega terá de ser um caso de estudo e reflexão por parte do FC Porto", indicou Domingos Paciência, explicando a sua ideia.

"Há dois anos tinha propostas de saída de 30 milhões, salvo erro, e agora sai a custo zero. Quem disse não a esse negócio hoje deve estar com a consciência muito pesada", afirmou o ex-avançado do FC Porto, lembrando que Marega pode agradecer a Sérgio Conceição o contrato que agora assinou com os sauditas.

"O Marega é um jogador feito e maturado pelo Sérgio Conceição. Costumo dizer que o Marega tem velocidade a mais para a técnica que tem. Por vezes, faz o mais difícil e depois leva os adeptos ao desespero com o mais fácil. Poucos treinadores conseguiam rentabilizar o Marega como o Sérgio Conceição o fez", comentou Domingos Paciência.

Em declarações na Renascença, Domingos Paciência referiu ainda que "Marega foi uma aposta ganha pelo Sérgio" mas acaba por ser algo "mau para o FC Porto quando sai a custo zero".

Marega deixa o FC Porto numa época em que o Sporting, provavelmente, será o campeonato e "com mérito", segundo adiantou na mesma conversa Domingos. "O Sporting é um campeão antecipado há muito tempo. Foi mais regular, consolidou uma equipa e uma forma de jogar mais rápida que o FC Porto e o Benfica".

Em relação aos rivais leoninos, o ex-treinador do Sporting diz que "o FC Porto e o Benfica enfrentaram uma exigência ao nível físico, ciclo de jogos em função de estarem envolvidos também nas competições europeias".

Além disso, para Domingos, "o Sporting geriu melhor o contexto da pandemia". "Teve casos no início e andou a maior parte da época sem jogadores infetados. O Rúben Amorim é o grande obreiro porque soube fazer crescer os jogadores. É verdade que num ambiente fechado sem pressão dos adeptos ajudou a ganhar confiança e ajudou à evolução dos jogadores. Acho que há todo o mérito também na forma de falar e na mensagem em sintonia que foram passando".

O ex-técnico dos leões diz ainda que os sportinguistas "têm todo o mérito naquilo que estão próximos de alcançar" numa época em que o "FC Porto teve um calendário exigente com um plantel limitado" e o "Benfica começou mal, teve problemas com a ausência de jogadores infetados" e "andou sempre à procura de soluções".