Portugal
“Quando Rúben fala não há ruído”. Vitória elogia estrutura do Sporting 
Redação
2021-04-16 16:40:00
Antigo treinador do Benfica destaca mérito de Rúben Amorim, mas justifica sucesso leonino com toda a estrutura 

As últimas jornadas trouxeram dúvidas sobre o Sporting, pelos resultados e pelo castigo a Rúben Amorim, mas Rui Vitória não esquece que os leões estão na liderança. E há ‘culpados’ para este sucesso do Sporting, que não se cingem ao treinador.  

“Vi com muito agrado o Sporting a chegar à primeira posição. Com agrado, no sentido de que alguma coisa que foi feita com cabeça, tronco e membros e que acabou por ter sucesso”, afirma Rui Vitória, numa entrevista à Sport TV, onde teceu elogios ao projeto traçado por Frederico Varandas.  

Segundo o técnico, “há muito mérito do Rúben, mas nestes momentos temos de nos lembrarmos mais do que do treinador”. “E digo isto com convicção. A partir de determinada altura diz-se ‘a equipa do Rúben’, ‘a equipa do Rui Vitória’, ‘a equipa do Jorge Jesus’. E as equipas não são dos treinadores. São dos clubes. E se numas alturas os presidentes são criticados, noutras devem ser valorizados”, realçou Vitória, num elogio evidente a Frederico Varandas.  

Mas o técnico que passou pelo Benfica não se fica por aqui: “Este trabalho do Sporting é meritório, quer da estrutura diretiva, quer da equipa técnica. Evidentemente, o Rúben Amorim tem muito mérito, mas eu vejo ali uma relação muito estreita. As decisões parecem colegiais".

"Quando o Rúben Amorim fala, quando fala de um jogador que passa da equipa A para a equipa B, não há ruído. Quando se ganha é mais fácil, mas sente-se uma ligação”, defende Rui Vitória. 

Esta ‘intromissão’ do Sporting na luta pelo título contrariou todas as análises da pré-época, em que se previa que Benfica e FC Porto partissem em vantagem. Ao observar a tabela classificativa, a oito jornadas do fim, é a equipa de Alvalade quem lidera, com seis pontos de vantagem.

Rúben Amorim tem liderado um grupo jovem que mostra maturidade. Para Rui Vitória, esta caminhada do Sporting “veio confirmar que, no futebol, nem tudo o que parece é 

Toda a gente pensava que as coisas estavam alinhadas num sentido e o Sporting veio romper com tudo isto”, salienta Rui Vitória, lembrando os ‘tiros no pé’, ou os percalços que os restantes candidatos ao título não souberam evitar. “Ninguém previa isto que aconteceu. Acho que o Sporting foi muito competente, porque soube aproveitar muito bem limitações que os outros foram tendo e criando a si próprios”, sustenta 

Rui Vitória foi convidado de António Simões no programa Cultura Tática. A antiga glória encarnada considerou que o Benfica falhou no combate à covid-19, responsabilizando o departamento médico. O elevado número de infeções no plantel, numa altura decisiva da época, tem sido apresentado por Jorge Jesus como justificação para o quadro do Benfica, que está a nove pontos do líder, nesta altura.