Portugal
"Qual é a propaganda do Benfica? O Benfica escreve nos jornais espanhóis?"
2022-11-01 17:15:00
"O Félix era propaganda. O Renato Sanches era propaganda. O Rúben Dias era propaganda", comenta ex-capitão das águias

O Benfica está a realizar uma temporada de grande nível e vários dos seus jogadores têm sido cogitados para outras paragens pela imprensa estrangeira. Os rivais notam que se trata daquilo que apelidam ser um campanha de promoção do plantel das águias mas o antigo capitão encarnado Calado rejeita esta ideia e até lembra outros casos em que se falava em "propaganda" mas os atletas acabaram por ser vendidos para 'tubarões' europeus.

E para dar corpo a esta sua ideia, o antigo centrocampista encarnado lembrou alguns jogadores formados no clube das águias que saíram. "Qual é a propaganda do Benfica? O Benfica também escreve nos jornais espanhóis? Também escreve nos jornais espanhóis?", insistiu o antigo jogador.

A este respeito, José Calado lembrou algumas saídas da Luz. "O João Félix era tudo propaganda. O rapaz foi vendido por 126 milhões de euros. O Renato Sanches era tudo propaganda. Foi vendido ao Bayern Munique", disse o antigo médio do Benfica.

Além disso, o ex-médio benfiquista referiu também que, antes de ser vendido para a Premier League, "o Rúben Dias era tudo propaganda" mas "foi vendido" para o Manchester City.

"É tudo propaganda. Eu acho engraçado que quando são vendidos noutros clubes não é propaganda, é o valor dos jogadores", declarou o antigo médio do Benfica, que falava em declarações na CMTV.

"Quando são vendidos no Benfica é propaganda. Propaganda nos jornais espanhóis? Propaganda do Benfica?", insistiu José Calado, salientando no futebol já nada é novidade para si.

"Já vi tudo no futebol", concluiu a propósito deste tema o antigo capitão do emblema da Luz que comanda a classificação da I Liga 2022/2023, tendo também já avançado para os oitavos de final da Liga dos Campeões.

O Benfica está também na próxima fase da Taça de Portugal, depois de ter afastado nas grandes penalidades do Caldas, num dos jogos mais difíceis da formação orientada por Roger Schmidt.

O técnico alemão, que chegou à capital portuguesa nesta época, já conquistou o 'Terceiro Anel' pela forma como tem colocado a equipa em campo a jogar e pelos resultados que tem alcançado, mas também pelo comportamento e atitude que tem tido dentro e fora dos jogos.

Logo quando aterrou em Lisboa para conhecer o clube, Roger Schmidt soltou uma frase que rapidamente se tornou viral entre os benfiquistas.

"Se amas o futebol, amas o Benfica", disse o técnico germânico Roger Schmidt, tocando no coração dos sócios, adeptos e simpatizantes do emblema encarnado.