Portugal
"Prática de Pinto da Costa tem a ver com um futebol que se decide fora de campo"
2022-11-10 11:45:00
"O Benfica tentou, desajeitadamente, replicar um sistema de infiltração global", nota ex-dirigente leonino

Carlos Barbosa da Cruz, advogado e antigo dirigente dos leões, deixa críticas às práticas de Pinto da Costa na gestão do FC Porto há 40 anos e diz que "Pinto da Costa é o símbolo de um certo futebol em que o Sporting não se revê". "A prática de Pinto da Costa tem a ver com um futebol que também e sobretudo se decide fora de campo, que invade metodicamente as tutelas, a organização, a disciplina e a arbitragem, arvorados em fatores adicionais de proteção, sempre que necessário e não têm sido poucas as vezes".

Para o antigo dirigente dos leões, "se dúvidas houvesse, o desfecho disciplinar das agressões e intimidações no Dragão, no célebre empate com o Sporting [da temporada 2021/2022], ou seja, o caso emblemático dos ‘coletes azuis’, é disso prova cabal", avaliou o advogado.

Por conseguinte, para Carlos Barbosa da Cruz, o presidente dos azuis e brancos é "aquilo que tem representado no futebol". E sobre Pinto da Costa, diz o antigo dirigente dos leões, que "ele poderá ter sido ilibado na justiça por tecnicalidades, mas aquilo que disse e aquilo que fez está gravado".

Além disso, em artigo de opinião que assina no Record, estas situações demonstram "sobretudo o racional do poder que tem animado o seu percurso".

No entendimento de Carlos Barbosa da Cruz "em qualquer outro cenário desportivo, Pinto da Costa teria sido rejeitado, mas em Portugal é branqueado".

O antigo dirigente verde e branco nota que o presidente do FC Porto tem contado ao longo dos anos "com a ajuda de uma comunicação social reverente".

A este propósito, Carlos Barbosa da Cruz deixa um dado. "Que me lembre, há anos que ninguém lhe formula diretamente uma pergunta incómoda".

E se foram endereçadas críticas para o presidente do FC Porto por parte do antigo dirigente do Sporting, Carlos Barbosa da Cruz também não deixou sem 'alfinetadas' o rival da Luz.

"O Benfica tentou, desajeitadamente, replicar um sistema de infiltração global, mas, não só não teve competência, como o Rui Pinto lhe destapou a careca", faz notar o advogado.

Para Carlos Barbosa da Cruz, deste modo, fica realçado que "Pinto da Costa é o símbolo de um certo futebol em que o Sporting não se revê".

Assim, o advogado concorda com a posição que o presidente do Sporting tem vindo a assumir em relação ao líder dos azuis e brancos. "Bem faz Frederico Varandas em insurgir-se", concorda Carlos Barbosa da Cruz.