Portugal
"Posso enviar um melão para a Luz. Viram o Gyökeres e preferiram o Tengstedt"
2024-05-24 13:30:00
"Erro grande ter apostado as fichas no Tengstedt e terem descartado o Gyökeres", observa Carlos Barbosa da Cruz

Rui Costa, presidente do Benfica, marcou esta quinta feira presença no Benfica Campus, no Seixal, onde perante dezenas de jornalistas e numa entrevista de balanço da época, abordou os mais variados temas que maracaram o universo benfiquista, incluindo o alegado interesse dos encarnados em Viktor Gyökeres, avançado sueco que acabou por ser a grande revelação da época e o melhor marcador do campeonato português.

Gyökeres foi uma das figuras de destaque do Sporting na presente época, no entanto, a imprensa desportiva nacional avançou com a informação, a meio da temporada, de que o agora avançado do campeão nacional chegou a estar referenciado pelo deparatamento de scouting do Benfica, contudo a estrutura encarnada acabou por refutar a contratação do então avançado do Coventry.

"Melão para a Luz" por águias preferirem "Tengstedt a Gyökeres"

Nesse sentido, Rui Costa, perente os holofotes da BTV abordou o assunto, apresentando os motivos que levaram os encarnados a dizer não a uma vinda do internacional sueco para a Luz, tendo deixado a garantia de que nunca foi intenção do emblema lisboeta contratar Gyökeres, uma vez que no plantel de Roger Schmidt, Gonçalo Ramos, ia assumindo um papel de imprescindível na frente de ataque encarnada.

"Sinalizados pelo scouting do Benfica estão centenas de jogadores. Resta saber se naquele momento precisamos ou não de alguém para aquela posição. Falou-se tanto desse caso, que o tínhamos sinalizado e perdemos", começou por comentar o líder máximo das águias.

"Nós nunca atacámos porque na altura não precisávamos pois tínhamos o Gonçalo Ramos, que sai muito depois de o Sporting o ter contratado", acrescentou ainda.

"O scouting do Benfica, desde há uns anos para cá, que vem falhando nos Weigls, Cebolinhas, RDTs"

Ora, as declarações de Rui Costa não passaram despercebidas a Carlos Barbosa da Cruz, antigo dirigente do Sporting. Para o sócio dos leões, uma das maiores lacunas do Benfica nos últimos anos tem sido o departamento de scouting, frisando que os encarnados têm 'uma lista comprida' de contração mal efetuadas.

“Eu diria que o scouting do Benfica, tirando o Darwin, que efetivamente foi um caso de sucesso, desde há uns anos para cá que vem falhando nos Weigls, Waldschmidts, Cebolinhas, RDTs (...) uma lista comprida", começou por referir o conhecido sócio leonino, em declarações na CMTV.

Perante o interesse e alegada recusa por parte do Benfica em avançar para a contratação de Viktor Gyökeres, Barbosa da Cruz mostra-se satisfeito por o avançado sueco ter acabado por rumar a Alvalade, frisando que foi um erro do lado do rival, mas que agora só pode 'enviar um melão para a Luz'. 

“Eu fico muito contente que o Viktor Gyökeres tenha ido para o Sporting e não para o Benfica. Agora, se o Benfica teve oportunidade de o contratar antes do Sporting e não o fez, eu apenas posso enviar um grande melão para o Estádio da Luz porque é um erro", ironizou o antigo dirigente sportinguista, antes de justificar a sua opinião.

"Um erro muito grande ter apostado as fichas no Tengstedt e no Schjelderup e terem descartado o Viktor Gyökeres. Isso faz-me muito feliz", explicou Barbosa da Cruz.

Antes de finalizar, o sócio leonino relembra que o Benfica acompanhou o avançado sueco durante algum tempo, mas que os responsáveis do clube lisboeta preferiram ficar Tengstedt no plantel, algo que para o ex-dirigente leonino deveria ser motivo para uma reflexão por parte do scouting encarnado.

“Se foram ver 32 vezes o Viktor Gyökeres e chegaram à conclusão que queriam ficar com o Tengstedt, alguém no Benfica que tire a conclusão. É a única coisa que eu posso dizer", finalizou Carlos Barbosa da Cruz.