Portugal
Portugal goleia Israel no último teste antes do Euro2020
Redação
2021-06-09 21:30:00
Cristiano Ronaldo marca e fica mais perto do recorde de Ali Daei

A seleção portuguesa de futebol goleou hoje Israel, por 4-0, no segundo e derradeiro teste antes do Euro2020, que arranca na sexta-feira e termina a 11 de julho, estando a estreia lusa agendada para dia 15 frente à Hungria.

Bruno Fernandes, aos 42 minutos, inaugurou o encontro, tendo Cristiano Ronaldo, aos 44, dilatado o marcador. João Cancelo, aos 86, e na compensação (90+1) Bruno Fernandes, que bisou, selaram o resultado.

Em relação a empate (0-0) com Espanha, Fernando Santos apenas manteve três jogadores do onze inicial: Pepe, Diogo Jota e Cristiano Ronaldo. Perante as oito alterações, destaque para a inclusão do trio campeão inglês João Cancelo, Rúben Dias e Bernardo Silva, e para a titularidade do guarda-redes Rui Silva, que se estreou.

Portugal entrou a todo o gás e logo aos 30 segundos Cristiano Ronaldo esteve perto de inaugurar o marcador, com um remate de pé direito, descaído na esquerda e perto da pequena área, mas o guarda-redes Ofir Marciano acabou por defender. Aos 10, foi a vez de Diogo Jota falhar o alvo, depois de ter sido servido por Bernardo Silva.

A ‘equipa das quinas’, mais dominadora, a controlar o jogo e a dominar a posse de bola, foi revelando alguma ineficácia atacante, já que, aos 15 minutos, novamente Diogo Jota, de cabeça após passe de Cancelo, atirou ao lado, e, aos 17, foi a vez de Bruno Fernandes permitir a defesa de Marciano e na recarga Rúben Neves falhou o alvo.

Israel foi controlando este sufoco, a partir da meia hora começou a crescer no terreno e, aos 32 minutos, esteve muito perto de inaugurar o marcador, após cruzamento mortífero de Manor Solomon, na esquerda, valendo o corte providencial, de cabeça, de Rúben Dias quando Eran Zahavi se preparava para rematar.

Apesar do jogo ir perdendo intensidade, Cristiano Ronaldo voltou a ter oportunidade de fazer o 1-0, aos 36 minutos, após assistência de Bruno Fernandes, na esquerda, que tinha sido desmarcado por William Carvalho.

O golo acabaria por surgir aos 42 minutos, através do pé de Bruno Fernandes, numa jogada pela direita entre Bernardo Silva e João Cancelo, que cruzou milimetricamente para o jogador do Manchester United inaugurar o marcador.

Ainda Israel se estava a tentar recompor, Ronaldo fez o 2-0, aos 44, depois de Bruno Fernandes ter conduzido um ataque rápido. Com este golo, Ronaldo soma agora 104 tentos pela seleção principal de Portugal.

Na segunda parte, Fernando Santos deixou Diogo Jota no balneário e chamou à equipa André Silva, mas Portugal foi perdendo gás e em sentido contrário Israel viu, aos 57, Zahavi desperdiçar a oportunidade fazer o tento de honra.

Aos israelitas ia valendo o trabalho de Marciano, que aos 60, 61 e 71 minutos negou o 3-0 a Bernardo Silva, Ronaldo e André Silva, respetivamente.

Com a ‘dança das substituições’ em ambos os lados o jogo foi perdendo acutilância. Se, aos 81 Zahavi, novamente, viu Rui Silva negar-lhe o golo, aos 86 João Cancelo, com uma autêntica obra ‘arquitetónica’, no bico da grande área, tirou um adversário na direita, puxou para dentro e rematou colocado, de pé esquerdo, para o 3-0.

Bruno Fernandes, que bisou pela primeira vez na seleção principal de Portugal, acabaria por selar o resultado (4-0), aos 90+1 minutos, com um remate colocado à entrada da área israelita.

Portugal, campeão europeu em título, entra em ação na próxima terça-feira diante da Hungria, em Budapeste no primeiro jogo do grupo F do Euro2020. Dia 19 defronta a Alemanha, em Munique, e a 23 medirá forças com a França, campeã do mundo, novamente em Budapeste.