Portugal
"Podem dormir descansados". Varandas confiante no futuro do Sporting
2020-10-27 09:30:00
"Um miúdo não pode ser apenas jogador, tem de perceber quais são os valores do Sporting", diz o presidente leonino

O presidente do Sporting confia que tem feito o trabalho certo para recolocar o leão no trilho das conquistas e assegura que tudo está a ser feito tendo por base o trabalho da formação.

"Este ano terminam as requalificações, inclusive na Academia. Tudo é novo. É um projeto que envolveu muito investimento, não só em infraestruturas, mas também em pessoal, treinadores ou gabinetes de observação", detalhou Frederico Varandas, em entrevista ao Record.

O presidente verde e branco realça ainda que sabe a importância que a aposta na formação tem para os adeptos leoninos e entende que era preciso potenciar a Academia.

"Sei que a formação é das coisas mais queridas para os sócios do Sporting. Hoje podem dormir descansados porque o futuro e a sustentabilidade do Sporting estão garantidos", esclareceu Frederico Varandas.

O presidente do Sporting destacou ainda que na formação verde e branca não se trabalham apenas aspetos estratégicos e táticos, uma vez que o jogador formado no emblema leonino tem de saber e conhecer a realidade que o envolve.

"Um miúdo não pode ser apenas jogador, tem de perceber quais são os valores do Sporting", afirmou Frederico Varandas, certo de que é isso que se vai fazendo atualmente em Alcochete.

Nestas declarações, o líder leonino deixou também claro que a aposta em Rúben Amorim foi feita de forma consciente dadas as capacidades que encontra no ex-treinador do SC Braga, que foi contratado na última temporada.

"Temos de ter um treinador que se reveja nesta nossa filosofia, na exigência e no talento. Sem dúvida que [Rúben Amorim] é um grande investimento", reconheceu Frederico Varandas.

O custo da 'operação' de transferência de Rúben Amorim para Alvalade tem feito correr muita tinta, uma vez que, no acordo realizado entre os clubes em março de 2020, o Sporting comprometeu-se a pagar 10 milhões de euros (mais 2,3 milhões de IVA), cinco deles no dia seguinte à apresentação de Rúben Amorim (5 de março) e mais cinco milhões até 5 de setembro.

Contudo, a SAD sportinguista falhou o primeiro pagamento, o que levou a uma penalização de 10 por cento, ou seja, de 1,230 milhões de euros, acrescidos de IVA (quase 290 mil euros) e, desde então, os bracarenses têm cobrado juros mensais.

Assim, a dívida total por Rúben Amorim já ultrapassará os 10 milhões de euros que estavam inscritos na cláusula de rescisão de Rúben Amorim com o SC Braga que o Sporting acionou para avançar com a contratação do técnico.

À margem da entrevista do presidente do Sporting, a equipa leonina vai preparando o duelo contra o Gil Vicente para o campeonato e Eduardo Quaresma vai treinando sob vigilância médica, enquanto Antunes falhou o último apronto de preparação para o jogo em atraso com o Gil Vicente.