Portugal
“Podem desvalorizar ‘ah, foi o Arthur Cabral, enganou-se’. Não se enganou”
2023-12-14 11:55:00
"Se o Benfica pagou 20 milhões, porque Schmidt não muda um bocadinho?", pergunta ex-jogador encarnado

No futebol é certo e sabido que a distância de vilão a herói pode ser curta, tal como o inverso. E Arthur Cabral trilhou rapidamente esse caminho. Depois dos gestos polémicos que teve à saída da garagem do Estádio da Luz, o jogador passou a herói com o golo de calcanhar que apurou o Benfica para a próxima fase da Liga Europa, fechada que está a fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Mas se o Benfica pagou 20 milhões de euros por um jogador, porque é que Roger Schmidt não muda um bocadinho a sua forma de trabalhar e vai ao encontro mais das características do Arthur Cabral, por exemplo?”

O golo apareceu nos descontos e de calcanhar, num gesto técnico que encanta quando entra mas, ao mesmo tempo, arriscado, como dá conta Diogo Luís para elogiar o camisola 9 do Benfica. “Ele estava em campo há 60 segundos, um minuto e faz um golo inacreditável porque é claramente um grande golo”, avaliou o ex-jogador encarnado.

“As pessoas podem desvalorizar ‘ah, foi o Arthur Cabral, enganou-se’. Não se enganou. Aquilo é um golo difícil de marcar. Ele roda, ele dá na perfeição de calcanhar”, comentou Diogo Luís, em declarações na CNN Portugal, onde deu conta de que Arthur Cabral pode ser uma mais-valia para a equipa, se Roger Schmidt entender ajustar o modelo de jogo ao camisola 9.

“É um jogador que temos dito que tem qualidade. O contexto Benfica não é um contexto ideal para o Arthur Cabral porque a forma como Roger Schmidt quer jogar não encaixa no Arthur Cabral", realçou.

"Mas se o Benfica pagou 20 milhões de euros por um jogador, porque é que Roger Schmidt não muda um bocadinho a sua forma de trabalhar e vai ao encontro mais das características do Arthur Cabral, por exemplo?”, perguntou Diogo Luís.

“O Arthur Cabral foi importante, acho que não se justificava vir pedir desculpa. Ele já pediu desculpa. Toda a gente erra", sublinhou Diogo Luís, aproveitando para mandar uma critica a Roger Schmidt.

"Ele teve a humildade de fazer um vídeo. Nem todos o fazem. O seu timoneiro não o fez, esteve mal e recusou-se a pedir desculpa, ou pelo menos nem tocou sequer nessa palavra”, criticou o antigo jogador das águias, aguardando para ver o que fará agora Arthur Cabral.

“Resta saber se vai continuar a jogar e, sobretudo, se o Benfica continua a jogar da forma como tem jogado", disse ainda o antigo esquerdino do clube encarnado.

"Vai ser mais difícil para o Arthur Cabral demonstrar a sua qualidade. Mas que ele tem qualidade eu acho que ninguém lhe coloca isso em causa porque é indesmentível pelo percurso que já teve na Europa”, concluiu Diogo Luís.