Portugal
"Pode-se tirar o jogador do Benfica, não se consegue tirar o Benfica do jogador"
Redação
2021-03-29 18:05:00
Miguel Cal comenta declaração do sérvio ex-Benfica que cortou o remate de Ronaldo depois da linha de golo 

O jogador da Sérvia Mitrovic, que fez o corte (para lá da linha de golo) ao remate de Cristiano Ronaldo, no polémico lance que marca o jogo com Portugal, sustenta que a bola não ultrapassa a linha, versão que é contrariada pelas imagens.   

Mitrovic, ex-jogador do Benfica, considera que “Ronaldo pode estar zangado, mas a bola não entrou”, alega o defesa sérvio, indiferente às repetições do lance, que mostram precisamente o contrário: um golo que deveria ter sido validado. 

O lance, recorde-se, ocorreu aos 93 minutos, sendo que o golo de Cristiano Ronaldo daria o 3-2 a Portugal, no confronto com um adversário direto (atual líder do grupo), no apuramento para o Mundial2022. 

Miguel Cal, ex-administrador do Sporting, manda uma ‘bicada’ ao rival, baseando a sua visão no facto de Mitrovic ter vestido de encarnado. “Pode-se tirar o jogador do Benfica, mas não se consegue tirar o Benfica do jogador”, escreve aquele ex-responsável leonino. 

Mitrovic passou discreto pela Luz, entre 2013 e 2014, onde não conquistou lugar no plantel, tendo sido emprestado ao Valladolid. 

Internacional sérvio, esteve em destaque no último encontro da seleção, em virtude de um golo que não evitou, mas num lance que passou despercebido ao árbitro, que, entretanto, já pediu desculpa pelo erro decisivo no jogo, que terminou empatado a dois golos. 

O lance originou ainda a revolta de Cristiano Ronaldo, que atirou a braçadeira de capitão, gesto que mereceu críticas, mas, sobretudo, a compreensão de Fernando Santos. 

Nesta segunda-feira, em conferência de imprensa, o selecionador nacional rejeitou a tese de um desrespeito pela seleção, por parte de Ronaldo. Fernando Santos lembra a enorme frustração do jogador, por ter assistido a uma injustiça, pelo golo que não valeu e a vitória que, desse modo, Portugal não conquistou.  

"Foi um momento de grande frustração, que poderia ter-me acontecido a mim, tendo em conta as coisas que eu disse ao quarto árbitro”, afirmou Fernando Santos, que garantiu que Ronaldo irá manter a braçadeira de capitão. 

Depois do empate da Sérvia, Portugal defronta amanhã o Luxemburgo, em partida da terceira jornada da fase de qualificação para o Mundial2022. E é com um sentimento de “frustração”, segundo palavras de Rúben Neves, que a equipa das quinas entrará em campo. 

Já a Sérvia, líder do grupo, está “satisfeita” com o empate com Portugal, segundo o ex-jogador do Benfica Mitrovic. Estados de espíritos contraditórios que resultam da injustiça daquele lance, numa jornada que se resume neste artigo.

E mesmo perante jogos da seleção, há sempre lugar para velhas rivalidades, protagonizadas por Miguel Cal.