Portugal
Pinto da Costa diz que Nakajima “entrou em paranoia”
2020-07-31 10:15:00
Presidente do FC Porto explica o que se passou com o internacional japonês desde a retoma do campeonato

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, concedeu uma entrevista ao jornal O Jogo e ao Jornal de Notícias e falou sobre Nakajima, que não esteve presente em nenhum encontro dos dragões durante a retoma do campeonato.

Para o dirigente portista, o internacional japonês “entrou em paranoia”, mas garante que as pessoas não entram em pânico “porque querem”.

“Foi um problema de saúde, psicológico. Entrou em pânico, incompreensivelmente, mas as pessoas não entram em pânico porque querem. Não se sentia capaz, nem foi capaz de ultrapassar os problemas. Pelo facto de ser estrangeiro e de não perceber nada do que se passava à volta entrou numa autêntica paranoia”, explicou Pinto da Costa.

No entanto, o dirigente do FC Porto garante que no clube “não há pena de morte” e que Nakajima será reintegrado na temporada 2020/21.

Um dos casos que marcou a retoma foi a não presença do nipónico nos festejos do título, com Nakajima a não receber a medalha de campeão.

Pinto da Costa garante que o FC Porto convidou o japonês a estar presente no Estádio do Dragão, mas que o internacional japonês recusou o convite por “não se sentir confortável”.

“Foi muito comentado e criticado o facto de o FC Porto não lhe ter dado a medalha de campeão. Isso não é verdade. O FC Porto nesse dia convidou o Nakajima a estar presente. O convite foi feito através do empresário que está com ele e fala japonês, mas ele não se sentiu à vontade”, afirmou, acrescentando que Nakajima vai receber a medalha “mais tarde”.