Portugal
"Pensar que o Nacional é o último é o caminho para não ganhar o jogo", diz Bino
Redação
2021-04-25 15:20:00
Treinador quer Vitória de Guimarães "ofensivo" para vencer na Madeira

O treinador Bino Maçães afirmou hoje que o Vitória de Guimarães se deve ‘libertar' no "processo ofensivo" para vencer no reduto do lanterna-vermelha Nacional, em jogo da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, na segunda-feira.

Após o desaire no Estádio do Dragão, perante o FC Porto (1-0), num jogo em que, segundo a Liga de Clubes, os seus pupilos fizeram apenas um remate, mas, a seu ver, apresentaram "coisas interessantes", o técnico assumiu o desejo de ter um Vitória com "mais bola" e "mais tempo em movimento ofensivo" no Estádio da Madeira.

"Pretendemos que a equipa tenha confiança no processo ofensivo, que se liberte nesse sentido, até porque temos jogadores com qualidade. Queremos que o Vitória seja forte no momento ofensivo para trazermos os três pontos da Madeira", disse, na videoconferência de antevisão ao desafio agendado para as 19:00.

Desde que Bino Maçães rendeu João Henriques, em 05 de abril, a equipa de Guimarães só somou um golo, em três jogos, que até valeu o triunfo sobre o Santa Clara, mas o treinador crê que o plantel a seu cargo pode melhorar esse registo se "igualar o adversário em determinação e querer" e aplicar, depois, aquilo que sabe.

Sexto classificado da tabela, com 38 pontos, o conjunto minhoto vai defrontar uma equipa que perdeu os últimos 10 jogos e ocupa a 18.ª e última posição da I Liga, com 21, factos que levaram o ‘timoneiro' vimaranense a alertar para os perigos de se subestimar o Nacional.

"Se formos a pensar que o Nacional está em último na classificação e não ganha há 10 jogos, é o caminho para não ganharmos este jogo. Temos de condicionar as coisas boas do Nacional, aproveitar as fragilidades que todas as equipas têm e estar com um grande espírito de conquista", sugeriu.

Para Bino Maçães, o jogo de segunda-feira pode ser de "engodo", já que a formação treinada por Manuel Machado "não está bem", mas "vai dar a vida" em campo, já que, ganhando, "entra outra vez na luta" pela manutenção.

Os minhotos, contudo, também querem vencer o jogo, até para ‘alimentarem' as hipóteses de se aproximarem do quinto classificado, Paços de Ferreira, que soma 44 pontos e joga hoje, em Vila do Conde, frente ao Rio Ave, às 17:30, reconheceu o técnico.

Questionado ainda sobre a falta de alternativas no ataque a Óscar Estupiñán, autor de nove golos em 18 jogos, números superiores aos do brasileiro Bruno Duarte (dois tentos em 22 partidas) e aos do norueguês Noah Holm (16 encontros sem golos), Bino Maçães disse que Holm tem dado "respostas diariamente" e "mostrado grande atitude competitiva", mas que Bruno Duarte precisa de recuperar "confiança".

O treinador esclareceu ainda que o internacional português Ricardo Quaresma, afastado dos relvados nos últimos cinco jogos devido a uma lesão no gémeo direito, está apto para o embate com o Nacional.

O Vitória de Guimarães, sexto classificado da I Liga, com 38 pontos, defronta o Nacional, 18.º e último, com 21, em partida da 29.ª jornada, agendada para as 19:00 de segunda-feira, no Estádio da Madeira, no Funchal, com arbitragem de Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria.