Portugal
"Pedem ao Benfica laterais do tipo Cafú e Roberto Carlos"
2024-01-26 09:25:00
"Há duas formas de olhar para o jogador polivalente", admite ex-dirigente Carlos Freitas

Fredrik Aursnes tem sido adaptado a lateral do lado direito e Morato tem ocupado o espaço lateral do lado esquerdo. Com Bah perto do regresso à competição e com Álvaro Carreras a começar a ter os primeiros minutos de águia ao peito, há quem admita que, em breve, Roger Schmidt poderá mudar peças na defesa, levando a alterações no quadro tático.

Carlos Freitas, ex-dirigente de Sporting, Vitória de Guimarães, SC Braga e Fiorentina, entre outros clubes, admite que é preciso olhar para Aursnes, Morato e Tomás Araújo de forma diferente em função de serem jogadores adaptados e que revelam polivalência para desempenhar diferentes posições na equipa.

Na análise que tem feito ao Benfica, Carlos Freitas lembrou, por exemplo, que quando tirou de campo Morato e meteu Álvaro Carreras, recentemente, Roger Schmidt procurou "equilíbrios" do outro lado do corredor para não deixar a defesa sem cobertura.

"Deu corredor com o Álvaro Carreras e procurou contenção do outro lado da defesa com o Tomás Araújo", apontou Carlos Freitas, em declarações no Canal 11, onde deixou elogios a jogadores que desempenham várias funções.

"A mim revela outra coisa positiva. Há duas formas de olhar para o jogador polivalente: uma é muita gente dizer que está ali para desenrascar, mas muitas vezes isso é pedido a jogadores com grande conhecimento do jogo, com inteligência tática para ocupação de espaços, e com capacidade para ler aquilo que o jogo está a pedir, como diria o nosso amigo Jorge Jesus."

"Aquilo que se pede é que o Benfica tenha laterais tipo Cafú e Roberto Carlos"

De resto, Carlos Freitas salientou que "isso é um elogio a vários jogadores do Benfica", numa altura em que o ex-dirigente leonino nota que pedem que o Benfica entre em campo com dois laterais do tipo "Cafú e Roberto Carlos", jogadores brasileiros que marcaram uma era no futebol.

"Eu acho que aquilo que se pede hoje em dia é que o Benfica tenha dois laterais tipo Cafú e Roberto Carlos, com grande propensão ofensiva porque se trata do Benfica e tem de cavalgar sobre o adversário", declarou Carlos Freitas.

Aliás, o ex-dirigente realçou ainda que Roger Schmidt tem mostrado uma preocupação em manter a equipa equilibrada face aos jogadores que tem na frente e ao seu perfil.

"Ora, se somarmos dois laterais com esse perfil, ao perfil de João Neves e Kökçü, mais Di María, Rafa e João Mário. No momento da perda, o problema vai-se acentuar, acho eu. E acho que essa questão é que é uma questão de equilíbrios", salientou Carlos Freitas, numa altura em que Roger Schmidt volta a ser criticado por algumas opções que vem tomando na equipa encarnada. “Eu ainda estou a bufar. Eu até estava aqui a conter-me, mas vamos lá falar então de Schmidt”.