Portugal
"Partiu um dos meus companheiros, seguramente um dos melhores amigos"
2020-11-28 16:15:00
Fernando Santos reage à morte de Vítor Oliveira

O selecionador português, Fernando Santos, lamentou hoje a morte do “amigo” Vítor Oliveira, aos 67 anos, garantindo que vai sentir muito a falta das “conversas e convívios” entre os dois.

“Partiu um dos meus companheiros, seguramente um dos melhores amigos que alguma vez fiz. Começámos juntos no futebol e seguimos juntos na vida. Vou sentir, já sinto, muito a tua falta nos nossos almoços, conversas e convívio”, disse Fernando Santos, citado no sítio oficial da Federação Portuguesa de Futebol.

O selecionador nacional despediu-se de Vítor Oliveira “com grande emoção”, deixando uma palavra de apoio à família do treinador.

Vítor Oliveira, que morreu hoje em Matosinhos, ficou conhecido como ‘rei das subidas’, ao conseguir 11 promoções ao principal escalão, em 18 presenças.

Em mais de 30 anos, entre 1978 e 2020, comandou Famalicão, Portimonense, Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Vitória de Guimarães, Académica, União de Leiria, Sporting de Braga, Belenenses, Rio Ave, Moreirense, Leixões, Trofense, Desportivo das Aves, Arouca, União da Madeira, Desportivo de Chaves e Paços de Ferreira.

Como futebolista, vestiu as camisolas de Leixões, Paredes, Famalicão, Sporting de Espinho, Sporting de Braga e Portimonense.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional decretou um minuto de silêncio nos jogos a realizar durante este fim de semana, em memória de Vítor Oliveira.