Portugal
“Parece-me bem, até para nos deixarmos da conversa da estrelinha”
Redação
2021-04-06 10:15:00
Rúben Amorim irónico, na análise ao empate do Moreirense ao cair do pano

Uma frase curiosa de Rúben Amorim, na conferência de imprensa, depois do empate concedido diante do Moreirense, com a particularidade de o golo do empate dos cónegos ter chegado perto do fim. Para quem falava na estrelinha do Sporting, que venceu diversos jogos com golos ao cair do pano, este desfecho vem a propósito. 

É um resultado claramente injusto. É assim o futebol. Poderíamos e deveríamos ter feito o segundo golo. Fizemos, mas foi anulado por poucos centímetros. No fim, houve um cruzamento e a bola sobrou para o adversário [Walterson], que fez um grande golo. Isto já aconteceu a nosso favor. Nesta semana, aconteceu para os nossos adversários. Parece-me bem, até para nos deixarmos da conversa da estrelinha”, ironizou o técnico, na conferência de imprensa. 

Com este resultado, o Sporting viu os adversários mais perto: o FC Porto a oito pontos, o Benfica a 11 e o SC Braga a 12 pontos. Questionado sobre o eventual nervosismo que se pode instalar na equipa, Amorim desdramatiza. “Agora, só temos de vencer o Famalicão. Esse é o pensamento. Eles não têm de se preocupar com mais nada”, disse. 

Rúben Amorim mantém o discurso prudente, nota melhorias na equipa, apesar do empate. “Estamos a melhorar, apesar deste empate. Faltam muitos jogos, mas só temos de nos preocupar com o próximo” 

“Eu não temo nada. Ainda se vai perder muitos pontos até ao fim. Vamos defrontar o Famalicão, que não tem perdido. Vamos ter um adversário muito difícil. Esses são os melhores jogos para regressarmos aos triunfos”, completou o técnico.  

E para regressar aos triunfos o Sporting terá de vencer, na jornada 26, o Famalicão, equipa que está em recuperação na tabela, somando duas vitórias consecutivas (depois de um empate com o SC Braga).  

Na ronda 27 os leões deslocam-se ao reduto do Farense, que também precisa de pontos para escapar à zona perigosa. Segue-se a receção ao Belenenses SAD, a terceira melhor defesa da I Liga, e a difícil deslocação a SC Braga, já na ronda 29. 

Nacional (casa), Rio Ave (fora) e Boavista (casa) antecedem a deslocação ao Estádio da Luz, na 33.ª jornada. O Sporting fecha o campeonato em casa diante do Marítimo. E se o calendário ganha agora mais relevância, com uma vantagem menor, há que lembrar que a vantagem é menor, mas existe. Os adversários correm atrás e, além de jogos igualmente difíceis, têm pontos para recuperar, ao contrário dos leões.