Portugal
"Os próprios jogadores do Benfica também percebem que é outra vez arroz"
2024-04-19 10:50:00
"Nada o afeta, está sempre top game e tal", lamenta ex-candidato a vice do Benfica Pedro Ribeiro

A contestação a Roger Schmidt é evidente no Benfica. Se os assobios e lenços brancos já se fizeram sentir anteriormente, o adeus à Liga Europa fez aumentar a pressão sobre a Direção encarnada para despedir o técnico alemão.

Pedro Ribeiro, antigo candidato a vice-presidente do Benfica na lista de João Noronha Lopes e conhecido associado do emblema da Luz, faz um raio-x ao que entende que é preciso fazer no Benfica em relação a Roger Schmidt.

"O que aconteceu está na linha daquilo que tem sido a época do Benfica", afirmou Pedro Ribeiro, ciente de que o adeus às provas europeias, em Marselha, foi algo que se foi prevendo ao longo da partida no Estádio Vélodrome.

Com Schmidt os jogadores percebem que é "outra vez arroz"

"Uma má abordagem ao jogo, uma exibição muito pobre, uma chocante incapacidade de Roger Schmidt de ler o jogo e de mexer com a equipa. E, portanto, é mais uma exibição na linha do que tem sido esta época frente a um adversário que é, recordo, o nono classificado da Liga francesa e acho que isso diz tudo", lamentou o benfiquista.

Pedro Ribeiro salientou também que o sorteio até foi "simpático" para as cores benfiquistas. Mesmo assim, a equipa campeã nacional não conseguiu ultrapassar o conjunto gaulês.

"O sorteio foi francamente simpático para o Benfica e, se o Benfica não consegue dar a volta a um adversário como o Marselha, então tem de pensar muito na sua vida", aconselhou o responsável pela Rádio Comercial, que falava na Sport TV.

Aí, Pedro Ribeiro desafiou Rui Costa e os responsáveis do Benfica a pensarem bem naquilo que tem acontecido ao clube. "Eu acho que os responsáveis do Benfica, depois desta época absolutamente desastrosa, vão ter que fazer muitas contas para perceber, se quiserem perceber os erros que foram cometidos e aquilo que tem de mudar na equipa para o ano", indicou o benfiquista.

Entre os pecados de Roger Schmidt, Pedro Ribeiro nota a forma como o treinador ou não mexe na equipa ou o que faz quando mexe. "Aquilo que nós vemos, os jogadores são os primeiros a ver e são os primeiros a sentir", salientou, explicando o seu ponto de vista.

"Quando Roger Schmidt, mais uma vez, mexe na equipa, tira Neres em vez de tirar Di María ou tirar Rafa, os próprios jogadores também percebem que é outra vez arroz. Portanto, isso não faz nada pela dinâmica da equipa, não puxa pela equipa", disse Pedro Ribeiro, reportando-se ao jogo de Marselha. 

"Nada o afeta, está sempre top game e tal"

Mas é também ao nível da comunicação que Pedro Ribeiro critica Roger Schmidt. Depois de o técnico ter falado em jogo "equilibrado" da equipa em Marselha, Pedro Ribeiro fica perplexo.

"Não sei que jogo equilibrado é que Roger Schmidt viu", criticou o associado encarnado. "Nada o afeta, está sempre top game e tal", lamentou Pedro Ribeiro, insistindo que o Benfica tem um plantel com várias unidades mas não se vê "dinâmica" na equipa.

"Jogam sempre os mesmos, alguns nunca saem e isso não gera concorrência na equipa, não gera competição interna", aferiu Pedro Ribeiro. "Os jogadores devem ser os primeiros a perceber que isto não tem muito mais por onde virar", concluiu o conhecido associado encarnado.

A propósito do tema Roger Schmidt há quem admita que Rui Costa terá de resolver a situação e "desembrulhar o embrulho".