Portugal
"Os inimigos do FC Porto gostavam do senhor Reinaldo Teles", diz Jaime Pacheco
Redação
2020-12-07 17:10:00
Jaime Pacheco recordou momentos com Reinaldo Teles e Vítor Oliveira

Jaime Pacheco não escondeu a tristeza pela perda de dois amigos de longa data, Reinaldo Teles e Vítor Oliveira, que faleceram na semana passada, deixando todo o futebol português de luto. Atualmente no Egito, onde orienta o Zamalek, o técnico português recordou a ligação com os amigos de "quem gostava muito". 

"O Reinaldo Teles foi meu diretor no FC Porto antes mesmo de ser oficializado, porque ele já trabalhava para o clube. Somos praticamente vizinhos, porque ele é de Frazão e eu de Lordelo. Sempre tivemos uma relação de paixão e respeito", começa por dizer. 

"Ele só tinha amigos. Aliás, os inimigos do FC Porto gostavam do senhor Reinaldo Teles, o que diz bem do carisma dele. (...) Sou amigo dele, companheiro das cartas, de comer uns tremoços e uns amendoins", continuou. 

Em relação a Vítor Oliveira, Jaime Pacheco lembra que foi orientado pelo ‘rei das subidas’ no Paços de Ferreira e conta uma conversa que manteve com o técnico antes da partida para o Egito. 

“Tínhamos valores e princípios. Entre nós bastava um olhar ou um sorriso. Ainda recentemente, antes de vir para o Egito, falei com o Vítor Oliveira. Brincávamos um com o outro e ele ficou a dever-me um jantar, porque ele subiu o Paços de Ferreira disse que me pagava um jantar”, contou.

Reinaldo Teles morreu no passado 25 de novembro, aos 70 anos, devido a problemas resultantes da infeção por covid-19. Vítor Oliveira perdeu a vida quatro dias depois, aos 67 anos, depois de se sentir indisposto enquanto caminhava na zona de Matosinhos.