Portugal
"Onde chega a propaganda do Benfica! Consegue influenciar a FIFA"
2022-12-22 09:35:00
"Para Portugal vá que não vá", comenta antigo capitão das águias

Enzo Fernández é campeão do Mundo de seleções pela Argentina e a FIFA decidiu nomeá-lo e homenageá-lo com o prémio de melhor jogador jovem do Campeonato do Mundo, que terminou recentemente no Catar. O centrocampista, que chegou ao Benfica na última janela de transferências, segue em alta cotação e Rui Costa tem agora a missão de segurar o jogador que tem sido alvo de várias propostas.

Ainda assim, o líder das águias já deixou a garantia que em janeiro qualquer jogador tido como fundamental para Roger Schmidt só sai pelo valor da cláusula de rescisão, que no caso de Enzo Fernández está fixada em 120 milhões de euros, sendo que, recorde-se, em caso de venda futura, o Benfica não recebe a totalidade da verba, uma vez que o River Plate, antigo clube de Enzo Fernández tem direito a uma percentagem.

Diamantino Miranda, antigo capitão encarnado, espera que o médio fique na Luz até quando a administração encarnada consiga fazer frente à cobiça e aos milhões que 'batem à porta' do Estádio da Luz e, pelo meio, deixa uma indireta para os rivais que apontam para a chamada "propaganda" do clube encarnado.

"Não esperava, sinceramente, que a propaganda do Benfica chegasse tão longe"

"Não esperava, sinceramente, que a propaganda do Benfica chegasse tão longe e chegasse à FIFA para terem que entregar o prémio de melhor jogador jovem do Mundial ao Enzo Fernández", comentou Diamantino Miranda, em tom irónico, referindo que até compreende que a dita "propaganda" causa algum tipo de impacto a nível de Portugal. Na FIFA, reconhece o antigo internacional português, já não esperava.

"Para Portugal vá que não vá que a propaganda do Benfica vá lançando. É propaganda. Onde é que o Benfica consegue chegar, influenciar os membros da FIFA a darem aquele prémio aquele jogador", insistiu Diamantino Miranda.

O ex-jogador falava em declarações na CMTV, onde referiu que Leo Messi foi o jogador em maior destaque na Argentina durante o Campeonato do Mundo.

Ainda assim, Diamantino Miranda não escondeu que viu um impacto significativo no jogo da Argentina assim que Lionel Scaloni lançou Enzo Fernández.

"Acho, como muita gente achou, que a consistência que o Enzo Fernández veio dar à equipa Argentina foi crucial para a Argentina se estabilizar e depois o Messi aparecer para fazer aquilo que a gente sabia que ele era capaz de fazer", determinou Diamantino Miranda.

Recorde-se que além de Enzo Fernández, o Benfica cedeu também Nico Otamendi à 'scaloneta', como a equipa argentina ficou conhecida no Campeonato do Mundo que terminou da melhor forma para os 'muchachos'.