Portugal
“O Sporting deve incomodar muita gente…” 
2022-09-02 14:55:00
Folhetim que envolveu o suposto interesse do Sporting em Ronaldo suscita sarcasmo de Barbosa da Cruz

Com o fecho do mercado, encerra-se uma novela que alimentou o mercado de transferências: o regresso de Cristiano Ronaldo a Alvalade.

Apesar de não ter surgido qualquer posição oficial do Sporting sobre o interesse no internacional português, a verdade é que um empréstimo por parte do Manchester United gerou notícias, alimentou debates e entusiasmou alguns adeptos leoninos.

Além destes efeitos, esse rumor de mercado gerou notícias de um alegado desconforto entre Rúben Amorim e a direção do Sporting. 

Para Carlos Barbosa da Cruz, antigo dirigente do Sporting, este último efeito sobre o rumor que envolveu Ronaldo teve um único objetivo: criar a ideia de que existiria um ambiente de tensão entre o técnico e Frederico Varandas, agravado com a saída de Matheus Nunes. 

“O Sporting deve incomodar muita gente… É a única explicação que eu encontro para a especulação que se criou relativamente a uma alegado desconforto do Rúben Amorim, quanto à eventual vinda do Ronaldo”, defende o ex-dirigente. 

Carlos Barbosa da Cruz compreende todas as declarações do técnico sobre este tema. 

“Se alguma vez tivesse sido uma eventualidade, uma possibilidade, admitida pelo próprio ou de círculos próximos, admito que Rúben Amorim tivesse tomado alguma posição. Mas não há nenhuma indicação. Especulou-se, escreveu-se, falou-se, foi um tema recorrente durante semanas. E eu limito-me a apontar que nunca vi da parte de Ronaldo, ou de pessoas próximas de Ronaldo, qualquer sinal implícito de que ele quisesse vir para o Sporting. Está a ver como se criam ‘não notícias’ e ‘não factos’ relativamente a uma azia do Sporting, que não aconteceu?”, aponta ainda, no programa Liga D’ouro, onde é comentador.

Transferência de Ronaldo para o Sporting "teria sido positiva"

Agora, Barbosa da Cruz espera apenas que Cristiano Ronaldo “recupere a titularidade” no Manchester, regresse à “boa forma” e “esteja à altura das ambições da seleção nacional portuguesa no Catar”. 

“Só vejo Ronaldo jogar em meias partes, o que é mau para ele e é mau para os portugueses, porque todos nós desejamos que Ronaldo se apresente no Catar em boa forma. Não é a jogar aos bochecos que ele o vai conseguir. A situação, agora, é um pouco ingrata, porque está a aquecer o banco”, aponta.

Carlos Barbosa da Cruz acredita que a transferência de Cristiano Ronaldo para o Sporting teria sido positiva para o jogador. “Entendo que o Ronaldo teria sido mais feliz no Sporting, teria sido uma escolha mais acertada, mas os desígnios da previdência e os imperativos financeiros não o permitiram”, conclui.