Portugal
"O pior Sporting da época é invencível há 28 jornadas", salienta Amorim
Redação
2021-04-22 00:15:00
Treinador rejeita que a equipa leonina esteja a acusar a pressão

O Sporting registou três empates nos últimos quatro jogos, vendo o FC Porto, segundo classificado, a aproveitar para reduzir o atraso pontual. Caso os dragões derrotem amanhã o Vitória de Guimarães, ficam a quatro pontos do líder do campeonato. Mas Rúben Amorim garantiu que não está preocupado, apontando os "sinais" que lhe dão confiança, quanto questionado se este era o pior Sporting da temporada e se começava a acusar a pressão.

"Para mim, não é. Olhando para os resultados, perdemos mais pontos, mas não concordo que seja o pior Sporting da época. Temos sinais bons. As pessoas olham para o resultado, vai ser sempre assim. O pior Sporting da época é invencível há 28 jornadas, é muito mau este Sporting... O Sporting está a criar muitas ocasiões, são fases e podemos dar a volta. O coração da equipa está lá, cabe ao treinador dar-lhes ferramentas para marcar", respondeu o técnico, durante a conferência de imprensa após o empate (2-2) com o Belenenses SAD, esta quarta-feira.

Com o aproximar do final do campeonato, o líder vai perdendo terreno para os perseguidores, mas Amorim garantiu que a equipa está tranquila, faltando-lhe apenas alguma "sorte". "Só pensamos no SC Braga. Está provado que vai haver muita gente a perder pontos. Somos uma equipa difícil de bater. Temos de melhorar nos pormenores e na finalização. Em qualquer jogo podemos perder pontos mas podemos ganhar qualquer jogo. Não fazemos contas. Podemos vencer no Dragão ou perder com o Nacional, e digo Nacional por ser o último classificado. Este jogo escapou-nos por detalhes. Não tivemos a sorte do jogo, apesar do golo no final. Ainda se vai perder pontos. Estaremos preparados para Braga", afirmou.

Para reforçar, lembrou a partida da primeira volta, considerando que nesse encontro o Belenenses SAD criou mais dificuldades do que esta noite. "No Jamor, o Belenenses teve muito mais ocasiões, comparando com hoje", lembrou: "É claro o que se passou aqui, o que mudou foi o resultado. Olha-se muito para o resultado, eu não posso fazer isso. Estou muito mais satisfeito agora".

Desafiado a comentar o rendimento de Paulinho, o reforço mais caro na história do Sporting, o técnico esclareceu que o avançado não foi contratado "só pelos golos". "Olhamos também para as ocasiões. Pressionamos melhor e isso tem a ver com o avançado. Há fases assim mas estou muito satisfeito com ele. Não mudaria nada, Paulinho é o avançado certo para o Sporting", garantiu.

Insistindo que o Sporting criou "outra vez muitas ocasiões", Amorim defendeu que a obtenção do golo do empate já no final dos descontos "foi uma recompensa para a equipa", que já tinha desperdiçado uma grande penalidade, por João Mário. "[O penálti] era momento importante, mas o Tiago Tomás teve uma oportunidade, o Paulinho também. A forma como não controlámos uma jogada do Belenenses e depois no movimento há uma rutura e golo... No segundo golo não há história, acontece. Num dia em que corre tudo mal conseguimos recuperar a desvantagem", finalizou.