Portugal
"O FC Porto perdeu Luis Díaz mas foi campeão"
2022-10-21 12:55:00
"A venda do Matheus Nunes ia pagar a contratação do treinador", lembra antigo conselheiro verde e branco

Rúben Amorim enfrenta o pior momento desde que entrou para o Sporting mas continua a manter crédito entre a plateia de Alvalade. Essa é, pelo menos, a ideia que Rui Barreiro, antigo conselheiro leonino, tem em relação ao treinador da equipa principal, apesar dos desaires recentes.

"Não perdi a confiança no Rúben Amorim e acho que ele a merece. Se isso é para sempre? Não, até porque nós na vida não acertamos sempre", comentou Rui Barreiro, esperando que o treinador consiga dar a volta ao mau momento e recoloque o Sporting no trilho das vitórias internas e a nível da Liga dos Campeões da UEFA.

Como tal, o antigo conselheiro leonino lembra que, por vezes, os clubes perdem certos jogadores, mas os treinadores acabam por encontrar soluções.

Rui Barreiro dá como exemplo dois casos, um em cada um dos rivais do Sporting. "O FC Porto, no ano passado, perdeu o Luis Díaz no inverno, que era um dos melhores jogadores do campeonato, mas foi campeão", lembrou Rui Barreiro, realçando também que no Benfica, Roger Schmdit tem conseguido colocar João Mário como uma das figuras da equipa.

No entendimento do antigo conselheiro verde e branco, caberá a Rúben Amorim procurar no imediato soluções. "Os treinadores têm de se reinventar face àquilo que é a necessidade dos clubes e as legitimas aspirações dos jogadores", salientou Rui Barreiro.

Por outro lado, o antigo dirigente não alinha na ideia de 'catástrofe' levantada em Alvalade com a saída de Matheus Nunes e até recorda declarações de Frederico Varandas que, em tempos, chegou a dizer que "a venda do Matheus Nunes ia pagar a contratação do treinador".

O presidente assumiu tal previsão numa altura em que Matheus Nunes ainda não era um jogador em destaque na equipa de Alvalade e estava ainda na formação.

Deste modo, em declarações ao Notícias ao Minuto, Rui Barreiro sustenta que caberá agora a Rúben Amorim colocar em campo aqueles que lhe parecem melhores jogadores.

"O que o Rúben Amorim deve fazer é meter os melhores jogadores em campo. Nem sempre as escolhas que faz agradam à plateia sportinguista", destacou, depois de falar sobre os casos de Paulinho, Ricardo Esgaio e até Islam Slimani, que já deixou Alvalade, depois de ter chegado no mercado de transferências de janeiro de 2022, tendo entrado em rutura com o treinador e deixado de fazer parte das opções do treinador verde e branco Rúben Amorim.