Portugal
"O FC Porto não tem condições financeiras para contratar nomes feitos"
2024-06-01 15:10:00
"O Vítor Bruno tem dado enormes referências da sua qualidade", observou o conhecido sócio dos dragões Nuno Encarnação.

Nos bastidores do Estádio do Dragão, e já depois de André Villas-Boas ter tomado as rédeas totais do clube azul e branco, o futuro da equipa técnica do FC Porto está envolto em incerteza e especulação.

Sérgio Conceição, treinador que trouxe inúmeras glórias ao clube portista, pode estar à beira de uma decisão crucial: continuar no comando dos dragões ou abraçar novos desafios.

A permanência de Sérgio Conceição é um desejo natural de muitos adeptos portistas e ainda jogadores, uma vez que manter no comando da equipa quem construiu e conhece a "máquina" será, sem dúvida, uma vantagem significativa para a nova época.

A relação de Conceição com o plantel dos dragões é sólida, o que facilita a continuidade do trabalho sem a necessidade de grandes adaptações. No entanto, a possibilidade da sua saída também é legítima.

Se Conceição optar por sair, o FC Porto enfrentará um desafio considerável. A transição para um novo treinador não é apenas uma mudança de liderança; implica a possibilidade de uma reconstrução significativa, especialmente no primeiro ano de mandato do novo presidente.

"Comprar nomes feitos? O FC Porto não tem condições financeiras para o fazer na próxima época"

Enquanto isso, Vítor Bruno, o seu braço direito ao longos destes sete anos ao leme do FC Porto, prepara-se para se 'divorciar' do técnico português e assumir o papel de treinador principal dos azuis e brancos, algo que está a fazer agitar novamente as águas do Dragão.

Depois de vários elementos da equipa técnica portista terem vindo a público criticar a postura de Vítor Bruno, apelidando-o de 'traidor', o até agora adjunto de Conceição não perdeu tempo e emitiu um extenso comunicado, onde garantiu que nunca 'traiu' o treinador principal dos dragões e que tudo isto não passa de uma manobra para 'manchar o seu bom nome'.

Contudo, as palavras de Vítor Bruno não foram bem aceites pelo clã Conceição, que através das redes sociais teceram duras criticas ao adjunto portista. A esposa e dois dos filhos de Sérgio Conceição, à exceção de Francisco, extremo que pertence ao plantel azul e branco, sairam em defesa do ainda treinador do FC Porto, ambos a apontarem a mira ao carácter de Vítor Bruno.

Ora, sobre a possibilidade de Vítor Bruno ocupar o lugar que era de Sérgio Conceição não está a gerar consenso entre a família portista. No entanto Nuno Encarnação, gestor e conhecido sócio dos dragões, não tem dúvidas da qualidade do técnico português.

"O Vítor Bruno tem dado enormes referências da sua qualidade, por isso ninguém duvida da qualidade do Vítor Bruno", começou por comentar Encarnação.

Em declarações na CMTV, o comentador afeto aos dragões, recordou também a chegada de Villas-Boas ao Dragão para comandar a equipa da Invicta, de forma a sustentar que a aposta em Vítor Bruno poderá ser um risco para o FC Porto mas, na sua opinião, um risco que já deve ter sido calculado pelo novo presidente do clube.

"Agora, como em tudo na vida, aliás lembro-me perfeitamente quando André Villas-Boas foi para a técnica principal do FC Porto, foi uma aposta pessoal do Pinto da Costa, onde o foi buscar à Académica de Coimbra, um enorme risco, mas um enorme risco que ele soube cautelar, porque sabia que ele tinha enorme qualidade."

Recordando o passado para sustentar a alegada aposta de André Villas-Boas em Vítor Bruno no presente, e contrariando a dúvida que paira entre a nação portista, Encarnação defende que quando os treinadores têm qualidade, 'não há problema em arriscar'.

"Por isso, estes são os riscos medidos, porque se quem observa sabe que estes treinadores têm qualidade, acho que não há problema nenhum em arriscar", observou o comentador afeto aos azuis e brancos.

Antes de terminar, o sócio e figura atenta da atualidade do FC Porto, observou que a decisão de Villas-Boas em convidar Vítor Bruno para suceder a Sérgio Conceição poderá prender-se com os problemas financeiros, uma vez que, segundo Encarnação, o 'FC Porto não tem condições financeiras para trazer nomes feitos'.

"Agora, comprar nomes feitos ou contratar nomes feitos, o FC Porto não tem condições financeiras para o fazer na próxima época. E por isso é que eu acho que pode haver uma oportunidade em técnicos como o nome do Vítor Bruno, que sejam os futuros técnicos principais do FC Porto, se o Sérgio Conceição não continuar, como é evidente", rematou Nuno Encarnação.