Portugal
“Nunca fui pressionado”, diz Sérgio Conceição sobre a aposta no filho Francisco
Redação
2021-02-22 22:10:00
Treinador do FC Porto assume total responsabilidade pelos jogadores que lança na equipa principal

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, assumiu toda a responsabilidade pelo lançamento do filho, Francisco Conceição, na equipa principal dos dragões.

Depois da estreia no dérbi com o Boavista, o jovem voltou a entrar na partida de hoje, com o Marítimo, e rubricou mais uma boa exibição, estando na origem da grande penalidade que permitiu a Otávio marcar o golo da vitória portista.

“Nunca fui pressionado por ninguém para meter este ou aquele jogador. Funciono muito pela minha cabeça, pela opinião dos meus adjuntos, da equipa técnica, mas quem decide no final é o Sérgio Conceição, que é quem paga também” caso as apostes não resultem, garantiu o técnico, na conferência de imprensa após a partida com o Marítimo.

Sem querer alongar-se nos comentários sobre Francisco Conceição, Sérgio Conceição avisou que o filho ainda tem “um trajeto para fazer”.

“O Francisco é um miúdo que está a começar, tem alguns minutos na I Liga, tem um trajeto para fazer, assim como muitos miúdos da equipa B aos quais estamos atentos, que a qualquer momento podem ser chamados”, salientou.

Na conferência, o treinador do FC Porto foi questionado sobre a importância da próxima jornada, na qual os dragões recebem o Sporting, que lidera com dez pontos de vantagem.

“É muito importante ter um resultado positivo, que passa pela vitória sobre o Sporting, para poder reabrir aquilo que é o campeonato. Matematicamente, nada está decidido ou definido. Quanto à necessidade de irmos atrás do nosso objetivo, vamos atrás, mas sabemos que é importante não perder mais pontos, caso contrário, começa a ficar difícil para nós e fácil e confortável para quem vai à frente”, reagiu.

Sérgio Conceição aproveitou para agradecer aos jogadores pela lembrança que lhe deram após o jogo com o Marítimo, que foi o 200.º como treinador do FC Porto.

“Quero agradecer aos meus jogadores porque tiveram um gesto fantástico no final, uma camisola dos 200 jogos pelo FC Porto, numa caminhada que tem sido cheia de paixão, cheia de ambição e com muitos deles ali, na roda, desde o início nesta aventura comigo. Os que partiram, os que vieram, a todos o meu obrigado nestes quatro anos”, afirmou.

“Neste clube não festejamos vitórias, festejamos títulos, como costumo dizer, por isso todas as vitórias que contribuíram para isso foram importantes”, finalizou Sérgio Conceição.