Portugal
"Nunca, em momento algum, fui machista ou contra as mulheres no futebol"
Redação
2021-04-08 18:10:00
Técnico dos sub-23 do Leixões pede desculpa a quem se sentiu ofendido, mas garante que não foi machista

O treinador da equipa do Leixões que disputou a Liga Revelação de futebol (sub-23) negou hoje ser "contra as mulheres no futebol", pedindo desculpa a quem se sentiu "ofendido" com as suas palavras.

José Faria alega, na sua página na rede social Facebook, que tem sido "atacado ferozmente" pelo que disse após a derrota com o Estoril na 10.ª e última ronda do Apuramento de Campeão da Liga Revelação (2-0), na terça-feira, que custou aos leixonenses um título que a dada altura parecia certo.

O técnico aludiu, em tom crítico, a uma comentadora televisiva afirmando que "o futebol tem de ser dos homens do futebol".

"Dois dias após ser atacado ferozmente, expresso publicamente a minha indignação por as pessoas que me acusam sem sequer me conhecerem. Nunca, em momento algum, fui machista ou contra as mulheres no futebol. Disse “homens do futebol” como podia dizer “pessoas do futebol”. Se por acaso alguém se sentiu ofendido por ter levado à letra as minhas palavras, peço desculpa", escreve José Faria, considerando que a sua "mensagem" foi mal percebida.

O treinador completa a sua posição referindo que "todos, sem exceção, têm o direito de pertencer ao fenómeno chamado futebol que todos amamos".

O Estoril Praia bateu o Leixões por 2-0 e conquistou terceira edição da Liga Revelação, na sequência de um jogo em que a equipa de Matosinhos teve dois jogadores expulsos e que terminou mais cedo devido aos confrontos entre jogadores, elementos dos bancos e até assistentes de recinto desportivo.